Recôncavo, Terça , 12 de Dezembro de 2017
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  

Rito Negrão comenta porque não foi selecionado para o The Voice Brasil e fala sobre novos projetos em sua carreira

Publicada em 31/10/2013 ás 18:53:10
Foto: Riane Barbosa | Mídia Recôncavo

Em entrevista exclusiva à reportagem do Mídia Recôncavo, o cantor cruzalmense Rito Negrão, declarou que se sentiu prejudicado pela falta de critérios nas audições realizadas em Salvador, que o levariam à aprovação para o reality The Voice Brasil, transmitido na Rede Globo.

“Eu realmente fui muito bem no teste eliminatório regional, e senti uma resposta positiva nas reações dos técnicos. Eles davam “joinhas”, sorriam, conversavam entre si, por isso me senti confiante. Ouvi eles comentando a minha nota, 95. Fiquei esperando a resposta positiva, mas não veio”, lembra Rito, que após ser feita a audição, foi o único chamado para uma conversa em sala reservada com funcionários da Globo. Apesar de não obter êxito, o cantor já está se preparando para tentar a próxima edição do The Voice.

O baiano ainda comenta que viu em jornais, notícias de que Carlinhos Brown, jurado do reality, não havia reconhecido Aila Menezes, aprovada por ele, mas que já foi sua backing vocal há cinco anos. De acordo com o artista, isso acabou gerando dúvidas entre os candidatos, acreditando que por conta disso, sua entrada, ou de outro participante na eliminatória nacional foi impedida.

Rito Sergio Souza (nome de registro), que é Técnico Agrícola formado, já trabalhou como Caixa Executivo em bancos, hoje se dedica exclusivamente ao trabalho musical, e se intitula um cantor de samba romântico. Nesta entrevista, Rito faz revelações interessantes, conta mais sobre como foi a sua experiência no The Voice, o que pretende fazer daqui pra frente, seus sonhos e seus novos projetos.

Acompanhe mais uma entrevista EXCLUSIVA do Mídia Recôncavo.


Mídia Recôncavo - Por que teve a certeza que seria classificado para a fase nacional?

 

Rito Negrão - Não podemos divulgar nada do que acontece ali dentro, é uma regra do jogo. Como também nenhuma informação nos é divulgada. Mas ouvi eles comentando a minha nota. Naquele dia, ao sair da sala de apresentações, eu ouvi uma funcionária da Globo (que parecia ser responsável por anotar as notas das audições), perguntar aos jurados a minha nota em voz alta. Eu ouvi a resposta deles, 95. Ela ainda perguntou de novo para confirmar, e eles repetiram 95. Eu realmente fui muito bem no teste e senti uma resposta positiva nas reações dos técnicos. Eles davam “joinhas”, sorriam, conversavam entre si, por isso me senti confiante. Além de que com essa nota eu com certeza seria aprovado. Por isso fiquei esperando a resposta positiva, mas não veio. É claro que presenciei concorrentes melhores, piores ou iguais a mim, mas...

Dias após as primeiras chamadas na televisão para o início do reality, eu vi em jornais, notícias de que Carlinhos Brown, jurado do reality, não havia reconhecido Aila Menezes, aprovada por ele, mas que já foi sua backing vocal há cinco anos. De acordo com o artista, isso acabou gerando dúvidas entre os candidatos, acreditando que por conta disso, sua entrada, ou de outro participante na eliminatória nacional foi impedida. No dia que ela se apresentou no programa, Carlinhos reagiu como se não a conhecesse. Como ele não reconhece a pessoa que trabalhou com ele? Não entendi os critérios usados por eles. Isso são brechas que acabam prejudicando o candidato. Me esforcei muito. Lembro que naquele dia saímos de uma apresentação, que fizemos aqui na praça de Cruz das Almas no Dia dos Namorados, direto para o teste na Globo e mesmo assim fizemos uma ótima apresentação. Hoje já estou conformado, mas confesso que fiquei triste com a decisão deles, foi um impacto negativo. Mas eu acredito numa oportunidade melhor ainda mais pra frente.

MR - Qual é o seu sonho?

RN - Meu sonho de hoje e o de sempre é alcançar o que queria desde pequeno, ser um grande artista reconhecido nacionalmente. E estou trabalhando para isso. Quem me conhece sabe que eu corro atrás.

MR – Que dificuldades tem passado?

RN - Eu agradeço a Deus porque a cidade de Cruz das Almas tem me apoiado muito, desde o início da minha carreira tenho conseguido o apoio de alguns amigos e comerciantes. Mas o meu maior problema está com os contratos por parte dos produtores musicais aqui do município. A cidade sabe, não temos muitos produtores e são poucos os que têm capacidade para ascensão, que valorizam um bom trabalho. Eles sabem das minhas conquistas fora de Cruz das Almas, experiências, capacidade, qualidade, mas mesmo assim preferem chamar artistas de fora para se apresentarem na cidade. A maioria desses artistas chegam a cobrar até 80 mil reais, e eles nem são tão conhecidos. O preço que cobro não é nem a metade disso, mas eles acham caro. Quero deixar registrado que Paulo Tear é o único produtor musical daqui de Cruz das Almas que tem valorizado o meu trabalho. Sempre que ele pode, tem me chamado para participar de eventos.

 

MR - Onde tem acontecido os seus shows?

RN - Eu não sou daquele artista que gosta que ficar todos os dias nas esquinas cantando, mostrando que sei cantar, somente para fazer a vontade de alguns produtores. Eu acho que tenho que prezar a minha carreira, valorizar o meu trabalho. Por isso que alguns falam que o meu show é caro. Mas é porque eu tenho esse cuidado de fazer o meu show com qualidade, para o meu público sair satisfeito. A minha agenda é sempre, por enquanto, entre Cruz das Almas e Salvador. De segunda a quinta fico em cruz das almas, aí normalmente nos finais de semana vou para a capital fazer os shows. Em Cruz das Almas faço apresentações no Fornalha Restaurante e Pizzaria, já em Salvador, canto sempre no Largo da Dinha do Acarajé, Europa Clube, Pelourinho. Inclusive há algumas semanas atrás eu fui o único convidado do recôncavo, para participar da gravação dos Dez Anos do Viola de Doze, que aconteceu no Pelourinho. Estamos trabalhando agora para que os shows também aconteçam fora do estado.

MR - Você tem o apoio de alguém para a realização dos seus projetos?

RN - Quero agradecer a todos que acreditam no meu trabalho. Principalmente a um amigo particular, Roque Isquem. Hoje ele é prefeito no município de Muritiba, mas sempre foi meu amigo e esteve me apoiando. Não estou levantando bandeira política, quem me conhece sabe que minha segunda casa é aquela cidade. Meu amigo Roque vem me ajudando desde o inicio da minha carreira, ele e a sua família. Pra você ter uma idéia, a humildade dele fez com que toda a região criasse um carisma e passasse a apoiar ele, cada vez mais. Eu acredito que ele está na cadeira certa, para o bem da cultura do município e também de todo o recôncavo.

MR – Quais são os seus próximos projetos?

 Normalmente eu faço shows ao vivo e aproveito para fazer uma gravação. Aí jogo o CD na praça. Tem dado bons resultados. O público deve reconhecer que o cantor que faz ao vivo garante mais a sua qualidade vocal, mais do que aqueles que gravam em estúdio. Os bons artistas precisam se desafiar fazendo trabalhos ao vivo. Por isso, pretendo na segunda quinzena de dezembro, fazer outro trabalho desses. E a grande novidade é que a minha nova música de trabalho será um dueto gravado com o meu amigo Tatau do Araketu, a música ainda não está definida. Estamos pesquisando também uma versão para a música de Whitney Houston, que a banda Aviões do Forró canta, mas que ainda não colocou no mercado. E trabalhar para realizar o sonho de infância, ser reconhecido nacionalmente.

 

Veja a participação de Rito Negrão no Mosaico Baiano: 

Por Riane Barbosa
Related Posts with Thumbnails

Leia Também

12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017
12/12/2017

Entrevistas
Entrevista: Professora e vereadora Tina Teles fala sobre os seus desafios encontrados na educação e a participação da mulher na vida política
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Marcia escreveu para Midiareconcavo
"Parabens ao melhor de todos os sites da regiao. Eu ja estava com saudades da informação de todos os lugares em primeira mao."
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.