Recôncavo, Segunda , 19 de Outubro de 2020
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  

Salvamar registra 17 afogamentos após reabertura das praias da capital

Publicada em 29/09/2020 ás 12:01:38
Foto: Secom/prefeitura de Salvador

Após uma semana da reabertura das praias da capital baiana, a Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar) registrou 17 casos de afogamentos entre os trechos de Jardim de Alah até Stella Maris.

Para reforçar a estrutura do órgão neste momento da pandemia, a Prefeitura vai investir R$200 mil na aquisição de novos equipamentos de salvamento aquático, conforme anunciou Marcus Passos, titular da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), pasta à qual a Salvamar é ligada.

“Entendendo a importância do trabalho desenvolvido pela Salvamar, principalmente durante este período de pandemia, a Prefeitura vai disponibilizar esses recursos para a compra de equipamentos importantes para os agentes realizarem os salvamentos”, disse o secretário.

Desde a última segunda-feira (21), os salva-vidas já fizeram 350 ações preventivas, orientando banhistas sobre eventuais perigos de maré. São 240 profissionais atuando em 35 postos espalhados pela orla marítima da cidade.

Prudência – De acordo com o coordenador da Salvamar, Iure Carlton, os banhistas podem ser prudentes adotando alguns cuidados na hora de se refrescar no mar. Um das medidas de cautela é justamente evitar profundidades, principalmente quando a água estiver acima da linha da cintura.

“Há muitos perigos com a mudança de maré do inverno para a primavera, como correntes de retorno e ondas mais fortes. Às vezes, a profundidade do mar aumenta sem que o banhista perceba. Daí a necessidade de fazermos um trabalho de orientação para que as pessoas fiquem sabendo de eventuais situações e riscos da maré”, destacou o coordenador, recomendando que a população evite mergulho em locais onde não há salva-vidas.

Fiscalização – A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou durante toda a semana a operação “Devagar, Devagarinho”, que visa monitorar o uso das praias de Salvador e cumprimento dos protocolos sanitários por parte da população durante a visitação a esses espaços.

No final de semana, algumas cenas lamentáveis de aglomerações foram verificadas. A GCM flagrou banhistas nas praias de Itapuã, Piatã, Amaralina, Boa Viagem e Cantagalo infringindo o decreto municipal em vigor, que determina o fechamento de todas as praias da cidade aos sábados, domingos e feriados.

“A operação continua e estamos imbuídos de manter maior controle possível nas praias. São 90 prepostos e mais de 20 viaturas. Os agentes têm utilizado megafones para conscientizar os banhistas que ainda buscam acesso a esses locais em dias que não são possíveis”, frisou o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência da Guarda, Maurício Lima.

“Solicitamos a sensibilização e participação para que a população colabore com Prefeitura no que diz respeito aos cuidados de controle da pandemia, obedecendo aos protocolos determinados. Afinal, ainda não estamos livres do coronavírus”, acrescentou.

 

Fonte: Bahia.ba

Por Thiele Teles
Related Posts with Thumbnails

Leia Também

19/10/2020
19/10/2020
19/10/2020
19/10/2020
19/10/2020
14/10/2020
13/10/2020
13/10/2020
13/10/2020
13/10/2020

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Loteamento Paraguassu Residence - Cabaceiras do Paraguaçu
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Áudio que circula nas redes sociais diz que a Barragem Pedra do Cavalo não está segura; Votorantim Energia desmente.
Um áudio que vem circulando nas redes sociais vem preocupando os moradores da região. Segundo uma mulher, que não teve a identidade revelada, a UHE Pedra do Cavalo está toda estralada.