Recôncavo, Terça , 19 de Fevereiro de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  

Aprovado pelo MEC, livro propõe brincadeira que encena escravidão

Publicada em 08/02/2019 ás 07:26:58
Foto: Reprodução

Aprovado em 2018 pelo Ministério da Educação (MEC) e distribuído para escolas municipais do Rio de Janeiro, o livro “Manual do professor para a educação física — 3º ao 5º anos” foi alvo de críticas nas redes sociais por sugerir aos docentes uma brincadeira que divide alunos de 8 a 10 anos entre capitães do mato e escravos. Publicado em 2017, o guia de atividades orienta o educador a demarcar com giz um espaço correspondente ao quilombo e outro, à senzala. Nessa espécie de pega-pega, os alunos recebem um sinal e, então, os escravos devem fugir para o quilombo. Caso sejam capturados pelos capitães do mato, são conduzidos à senzala. Em seguida, trocam-se os papéis. O livro foi aprovado pelo Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD) 2019, por meio do qual o ministério analisa e disponibiliza materiais às escolas públicas. Fonte: Globo

Por Redação Mídia Reconcavo
Related Posts with Thumbnails

Leia Também

18/02/2019
18/02/2019
18/02/2019
18/02/2019
17/02/2019
17/02/2019
17/02/2019
17/02/2019
17/02/2019
17/02/2019

Entrevistas
Organizadores do “Bloco As Muriquetes” falam sobre a expectativa deste evento que vem animando os muritibanos a cada ano
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.