Eventos - Mídia Recôncavo

Warning: include(topo2.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/midiareconcavo/www/entretenimento.php on line 84

Warning: include(topo2.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/midiareconcavo/www/entretenimento.php on line 84

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'topo2.php' for inclusion (include_path='.:/usr/local/lib/php') in /home/midiareconcavo/www/entretenimento.php on line 84
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Entretenimento
Foto: Reprodução

O programa Pânico só ficará no ar até o fim do ano de 2017 na TV Bandeirantes. Segundo o colunista do portal UOL, Flávio Ricco, o fim do programa é atribuído à baixa audiência e aos custos.

O reaproveitamento dos integrantes e as pendências do Pânico estão sendo resolvidas pelos diretores da emissora.

 

Fonte: Bocão News

Foto: Reprodução

Na madrugada do último domingo, Marília Mendonça ficou bastante chateada durante um show realizado em Iturama, Minas Gerais, e não escondeu a insatisfação, mesmo em cima do palco. A cantora foi atingida no rosto por um celular jogador por um fã durante a sua apresentação e parou o show para reclamar da atitude. 

"Eu preciso falar alguma coisa? Eu preciso falar que isso é falta de respeito? Eu sai lá da que eu tava, vim aqui com o maior carinho do mundo para fazer o show para as pessoas que querem me escutar, que querem ver o meu show e não apenas tirar uma foto de mim como se fosse um produto. Além de você não estar cantando junto comigo as minhas músicas, você ainda jogou o celular na minha cara. Eu não sou nenhuma cadela. Eu estou aqui trabalhando. Trabalhei a semana inteira. Me respeite como estou te respeitando, respeitando o ingresso que você pagou".

 

 

Foto: Reprodução/NSC TV
Lara saiu da Bahia para tentar uma vaga no Bolshoi em Joinville

 Para concorrer a uma das vagas da única escola do Bolshoi fora da Rússia, Lara, de 9 anos, saiu da Bahia e viajou com a mãe três dias de ônibus e de caminhão para chegar emJoinville, no Norte de Santa Catarina.

"Eu acho que valeu bastante a pena eu chegar aqui em Joinville. Porque eu estou realizando um sonho que eu nunca imaginei que eu ia realizar", conta Lara Sophia Silva Passos.

Durante três dias, mais de 500 crianças disputaram vagas para treinar balé a partir de 2018 na Escola do Teatro Bolshoi de Joinville, a única fora da Rússia. Foram 2,4 mil inscritos para as pré-seleções que ocorreram 17 cidades do país. Segundo a organização, o índice de candidatos por vaga chegou a 60.

Enquanto Lara fez os testes em sala de aula no sábado (21), a mãe Suzane Silva dos Santos acompanhou do lado de fora. Ela disse que precisou vender rifas para conseguir dinheiro da viagem.

"As pessoas que não podiam doar dinheiro, começaram a doar prêmios, kits de perfumes, aí começamos a montar rifas. Ela é guerreira. Ela chegou aqui, ela alcançou. Eu não fiz nada, só trouxe. Independente do resultado, a minha filha é vencedora", conta a mãe, emocionada.

 

Seleção nacional

São 582 candidatos que concorrem a 40 vagas na primeira série do curso, com bolsa de estudos, sendo 20 na turma masculina e 20 na turma feminina. Vagas em outras séries podem ser preenchidas, mas o número não foi especificado pela escola.

"Eles passam por duas avaliações, duas fases. Uma é médico-fisioterápica. E a segunda etapa é a etapa artística, em que avalia esse potencial. Coisas como coordenação, ritmo, musicalidade, expressão e a técnica da dança clássica propriamente dita", afirma a coordenadora de seleção, Silvia Albuquerque.

Os aprovados vao estudar de graça, durante oito anos, na Escola do Teatro Bolshoi de Joinville.

O resultado dos classificados deve ser divulgado neste domingo (22).

Fonte:G1

 Na noite desta sexta-feira (20), os telespectadores poderão acompanhar o último capítulo de 'A Força do Querer'. A trama que conseguiu prender os brasileiros na frente da TV novamente e atingiu recordes de audiência, abordou temas polêmicos, como por exemplo, transgêneros, vício pelo jogo, sereísmo e o tráfico de drogas no Rio de Janeiro, com a realidade vivida pela escritora Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa, que foi esposa de um traficante.

Em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal O Dia, a autora da novela, Glória Perez, falou sobre a criação e atuação de personagens, tido como principais pelo público, como Bibi, Ritinha, Sabiá e Ivana, que foi descrito pela escritora como a trama mais difícil de retratar. "Eu diria o mais cuidadoso: a trama de Ivana (Carol Duarte). Foi uma construção cuidadosa, para evitar rejeição e criar empatia com o público". E aproveitou para explicar a gravidez polêmica. "O fato de ela estar tomando hormônios não impede a possibilidade da gravidez. Para tanto, basta que ainda tenha útero e trompas. Muitos trans homens têm filhos. Alguns foram surpreendidos por uma gravidez, como no caso da Ivana/Ivan, ou engravidam de maneira programada mesmo. Descoberta a gravidez, eles param com os hormônios, até o parto. Mas continuam com aparência masculina".

Sobre Bibi, que viveu uma história baseada em fatos reais, a autora acredita que foi criada uma relação de amor e ódio, e elogiou a atuação de Juliana Paes. "A raiva que parte do público sente pela Bibi não vem de nenhuma construção minha. E penso que é um fenômeno muito fácil de se compreender. A identificação do público com Bibi se faz através de um ponto que incomoda muito a todo mundo: as escolhas erradas, seja no amor, seja na vida… Então as pessoas transferem para Bibi, como numa catarse, aquela raiva de si mesmas pela oportunidade perdida, pela escolha equivocada. Aquele 'como é que eu pude?' é transferido para Bibi. O público criou com ela uma relação de amor e ódio e isso é muito interessante. Juliana foi magistral na interpretação".

Gloria revelou que não tinha planos para manter Sabiá na novela e que isso mudou a partir do contato com o ator Jonathan Azevedo. "Faltando um dia de entregar o bloco de capítulos, vi a primeira cena do Jonathan. Sabiá foi um personagem que entrou para durar dois capítulos e naquele bloco estava escrita a morte dele. Quando vi o Jonathan mudou tudo: reescrevi os dois capítulos e Sabiá não morreu mais", contou ao falar da expressão 'passa a visão', utilizada pelo personagem. "Essa eu sabia. Peguei na pesquisa de 'Salve Jorge', acompanhando as páginas de mulheres de traficantes e nos vídeos onde eles se comunicam entre si. Mas o Jonathan trouxe muitas expressões. E ótimas! cada uma melhor que a outra!".

Já sobre Ritinha, vivida por Isis Valverde, a autora conta que o personagem segue firmemente o que é contado nas fábulas envolvendo sereias. "Ritinha é uma sereia. A novela funciona como uma fábula, onde a sereia toma a forma humana e atrai os incautos para o desastre".

Questionada sobre uma possível abordagem da corrupção na política brasileira em uma novela, Gloria preferiu não falar diretamente do assunto e foi enfática. "Por enquanto nao estou pensando na próxima novela".

 Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, vai participar do último capítulo da novela "A Força do Querer". De acordo com o colunista Daniel Castro, do site "Uol", ela vai contracenar com Juliana Paes, que dá vida a sua personagem na ficção.

Ainda segundo o colunista, a personagem de Juliana Paes lançará um livro ao final da novela e aparecerá autografando a publicação para a verdadeira dona da história. 

Apesar das críticas de telespectadores por supostamente fazer apologia ao crime, a autora Glória Perez conseguiu a liberação da Globo para Fabiana participar da novela.

A ex-Baronesa do Pó de fato é escritora, já tem três livros publicados. A sequência foi gravada no último sábado (14) e vai ao ar na próxima sexta-feira (20), no último capítulo.

 A cantora Daniela Mercury faz uma apresentação surpresa no Farol da Barra, em Salvador, neste domingo (8).

Em um carnaval fora de época, no comando de um trio elétrico, a musa surpreendeu o público que estava no local, um dos principais pontos turísticos da capital baiana. Daniela estava de short, tênis e uma camisa colorida.

De acordo com a assessoria da artista, o show é uma ação de divulgação do lançamento do novo EP Tri Eletro, que foi divulgado na sexta-feira (6).

O evento conta com a participação de vários integrantes do clipe da música "Banzeiro", que ainda não foi lançado oficialmente.

A apresentação foi transmitida ao vivo no Facebook da artista.

 

Fone: G1

 A mesa de encerramento da 7ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) terá a causa indígena como destaque neste domingo (8), no claustro do Convento do Carmo, em Cachoeira.

A partir das 10h, Daniel Munduruku e Eliane Potiguara vão debater sobre "A imperdoável capacidade humana de apagar seus antepassados", sob mediação de Suzane Lima Costa

Já a Fliquinha, que acontece no Cine Theatro Cachoeirano, vai dar espaço para escritores de primeira viagem. Serão três autores que irão falar sobre os respectivos primeiros livros que escreveram. São eles: Ila Nunes, Laudete e Moreno.

A programação irá começar às 9h30. Por volta das 10h30, o coletivo Rumpilezzinho vai encerrar a Fliquinha com música de matriz africana tocada por jovens do projeto.

 Com estimativa de atrair mais de 20 mil visitantes, a 7ª Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) promove ocupação total na rede hoteleira da cidade durante os dias do evento, que começa nesta quinta-feira (5) e prossegue até domingo. Nesta quarta-feira, véspera da festa, restavam poucas vagas em alguns hotéis e pousadas, com perspectivas de atingir a lotação máxima de quinta para sexta-feira.

Hospedagens como as pousadas Convento do Carmo e Pai Thomaz, além da Pousada Paraguaçu, esta na cidade vizinha de São Félix (separada de Cachoeira por uma ponte de 365 metros), estão com seus apartamentos 100% ocupados.

 A Festa Literária de Cachoeira (Flica) é um dos maiores eventos do gênero no Brasil. De amanhã a domingo, influentes nomes da literatura estarão presentes no Recôncavo Baiano. Debates literários, lançamentos de livros, exposições, apresentações artísticas, contação de histórias e saraus estão na programação voltada para o público de todos as idades, com acesso gratuito.

Para além das mesas principais que acontecerão no Claustro da Ordem Terceira, a Flica é composta por um amplo leque de atividades, com destaque para a Fliquinha. Com curadoria de Lília Gramacho e Mira Silva, o espaço é direcionado aos pequenos.

"Esta será a quinta edição do espaço, que já faz parte da programação oficial. Trabalhamos o livro na infância, por meio da multilinguagem. Juntamos cinema, música e teatro, tendo o livro como suporte", explica Mira.

A Fliquinha acontece no Cine-Theatro Cachoeirano, que ganha um cenário especial para o evento. "Cada ano pensamos uma concepção de cenário diferente, mas que sempre busca colocar a criança como a principal protagonista do espaço. Criamos uma atmosfera que valoriza a imaginação e a criatividade. O cenário é parte da surpresa que guardamos à garotada", ressalta a curadora.

Saulo Fernandes é uma das principais atrações do espaço. O cantor e compositor baiano apresentará o show Pé de Maravilha, amanhã, às 16h30. O projeto mistura no repertório clássicos infantis da música popular brasileira aos cheiros e estímulos originários da floresta, representada no palco por um jardim tropical.

Literatura negra

A literatura negra será destaque. A Secretaria de Promoção e Igualdade Racial (Sepromi) organiza o Espaço Educar para Transformar, localizado no Casarão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com o objetivo de garantir a visibilidade e o reconhecimento das contribuições da população negra nas artes e no campo literário.

Lançamentos de livros e bate-papo com escritoras e escritores negros, além de manifestações culturais de matriz africana acontecerão no espaço da Sepromi.

No sábado, às 14h30, a procuradora estadual, Cléia Costa dos Santos, e o advogado e professor Sérgio São Bernardo estarão presentes no Casarão no Iphan.

Os pesquisadores lançarão a obra Comentários ao Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa do Estado da Bahia.

Grafias eletrônicas

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) apresenta um conjunto de 20 vídeos do projeto Grafias Eletrônicas. O objetivo do projeto é criar um espaço contemporâneo para a difusão dos artistas da palavra e da literatura baiana, propondo um diálogo com o audiovisual. A programação do Grafias Eletrônicas também será realizada no Espaço Educar para Transformar.

As 40 mil pessoas esperadas em Cachoeira nos quatro dias de evento terão uma diversa programação para aproveitar.

Fonte: A Tarde

 O especial de fim de ano do 'Dancing Brasil', da RecordTV, deverá ter um desfalque. Isso porque a cantora Joelma abandonou as gravações do programa depois que passou mal. Segundo o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, ela teve febre e dores no corpo na hora do ensaio.

Com suspeita de dengue, ao contatar seu médico, Joelma foi orientada a ficar em repouso absoluto e precisou voltar às pressas para casa. Sendo assim, a participação da cantora no programa ficou comprometida. Ainda não foi anunciada se as gravação será em outra data ou se ela será substituída.

 

Entrevistas
Organizadores do “Bloco As Muriquetes” falam sobre a expectativa deste evento que vem animando os muritibanos a cada ano
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.