Educação e Cultura - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Segunda , 17 de Junho de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Educação e Cultura
Foto: Divulgação

Estudantes pré-selecionados para a modalidade do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero devem complementar suas informações na página do FiesSeleção, na internet, a partir desta terça-feira (26). O prazo vai até 7 de março. Essa etapa é necessária para a contratação do financiamento. O resultado do Fies foi divulgado na segunda (25). Os aprovados pelo P-Fies devem verificar os procedimentos com os agentes financeiros operadores de crédito e as instituições de ensino superior. Na modalidade juro zero, aqueles que não forem selecionados serão incluídos automaticamente na lista de espera. Esses estudantes devem acompanhar sua eventual pré-seleção do dia 27 de fevereiro a 10 de abril, na página do Fies.

Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

As inscrições para a 11ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) já estão abertas e podem ser feitas no site do concurso. A iniciativa é voltada para professores e estudantes dos ensinos fundamental (oitavo e nono anos) e médio de escolas públicas e particulares. Até 20 de março, o preço da inscrição por equipe é de R$ 38, para alunos de escolas públicas; e R$ 78 para aqueles de escolas particulares. De 21 de março a 26 de abril, o valor da inscrição por equipe passa a R$ 58 e R$ 118 para estes grupos, respectivamente. Em 2018, quando completou 10 anos, a ONHB atingiu número recorde de inscritos, com 14,3 mil equipes e 57,5 mil participantes de todos os estados brasileiros. O concurso é organizado pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o objetivo incentivar o desenvolvimento da análise crítica e discussões sobre os mais variados assuntos da história nacional.

Foto: Reprodução / Correio do Estado

Em decisão unânime, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) aprovou a resolução que proíbe a inscrição de egressos de cursos da área formados por ensino à distância (EAD). A Plenária do Conselho reconhece que a autorização para esses cursos é concedida pelo Ministério da Educação, mas entende que a modalidade impede a realização de aulas práticas consideradas essenciais para formar um bom profissional. De acordo com a entidade, naquela época, as diretrizes curriculares do MEC admitem que 20% da grade horária da graduação de Medicina Veterinária seja realizada por aulas on-line, desde que restritas aos conteúdos meramente teóricos. Porém, o CFMV defende que os outros 80% das aulas sejam ministrados exclusivamente sob a modalidade presencial, inclusive, com estágio profissional. O presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida, destaca que o curso de Medicina Veterinária demanda inúmeras atividades práticas e de campo, como anatomia, fisiologia, clínica, cirurgia, patologia, análises laboratoriais, entre outras operacionais e de manejo técnico, cuja aprendizagem só ocorrem por meio de aulas presenciais, conforme prevê a Resolução nº 595/1992. “Já é um processo complexo de aprendizagem em aulas presenciais. Imagine como seria aprender isso virtualmente? Como seriam aulas on-line de auscultação do coração ou dos movimentos estomacais? ”, indaga, acrescentando que a educação inadequada prejudica a formação profissionalizante e impacta diretamente nos serviços prestados à sociedade. Dessa forma, sem a inscrição no conselho, o médico veterinário formado à distância fica impedido de exercer a profissão em todo o país. Além disso, profissionais que ministrarem disciplinas ou estiverem envolvidos na gestão dos cursos a distância estão sujeitos à responsabilização ético-disciplinar. A resolução deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias. Fonte: Bahia Notícias

Foto: FNDE

Quem quiser receber mais cedo a primeira parcela de 2019 do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) deve atualizar seu cadastro o quanto antes. Estados, municípios e as Unidades Executoras Próprias - UEx (Caixas Escolares, Associações de Pais e Mestres, Colegiados Escolares) devem fazer a atualização cadastral, anualmente, no sistema PDDEweb  para estarem aptos aos recursos do programa, além de estarem em dia com a prestação de contas. Aqueles que atualizarem suas informações de forma mais ágil terão uma chance maior de receber já no primeiro lote de pagamento, que deve ser realizado em abril.

A medida também é importante para melhorar a interlocução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), responsável pelas transferências financeiras do PDDE, com as entidades executoras. A autarquia terá dados atualizados para o envio de informações e orientações sobre a execução do programa e das ações agregadas, mantendo os agentes do PDDE sempre informados sobre qualquer modificação.

Já está disponível no portal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) o Manual de Orientações para Prevenção de Falhas na Gestão do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), em dois volumes. O volume 1 é dirigido às Unidades Executoras Próprias-UEx (associações de pais e mestres, conselhos escolares, etc.) e o volume 2 é voltado para as Entidades Executoras-EEx (estados e municípios). O objetivo é contribuir para que as entidades gestoras do programa atuem cada vez mais em conformidade com as normas e regulamentos aplicáveis, prevenindo ocorrências de falhas e impropriedades na gestão dos recursos.

A concepção do manual teve por base estudos realizados pela área de monitoramento do PDDE, que analisou as principais constatações elencadas por ações de fiscalização e auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Auditoria Interna do FNDE nos últimos anos. Com o manual, o FNDE pretende ajudar as entidades a planejar, executar e prestar contas dos recursos do PDDE e de suas ações agregadas, apontando as legislações, sinalizando os procedimentos a serem observados, indicando riscos, bem como sugerindo providências para atenuá-los.

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, deve se manifestar em até dez dias, caso deseje, em interpelação judicial feita por um advogado, informou a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com O Globo, Marcos Aldenir Ferreira Alves solicitou na Corte esclarecimentos sobre entrevista dada pelo ministro à revista Veja. "O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola", afirmou Vélez Rodríguez à publicação. O advogado quer que o titular do MEC esclareça "quem é o brasileiro canibal" com o objetivo de "elucidar a equivocidade, ambiguidade ou dubiedade de suas declarações".

"O interpelante (advogado) é brasileiro nato e utiliza com frequência as linhas aéreas comerciais dentro e fora do país, com maior número de viagens no Brasil. Hospeda-se com regularidade em hotéis e, estando em sua residência, sai de casa com regularidade, portanto, se enquadra, em tese, na descrição do praticante dos crimes imputados ao brasileiro citado na reportagem objeto desta interpelação. Assim, é parte legítima para propor esta interpelação judicial e obter os esclarecimentos permitidos em lei para afastar as ambiguidades e as situações de equivocidades", escreveu Ferreira na interpelação. Fonte: bahia.ba

Com o objetivo de planejar o ano letivo, tendo como tema “Inovação e Contemporaneidade na Educação”, a Prefeitura de Cruz das Almas, por meio da Secretaria de Educação, realizará, entre os dias 18 e 20 de fevereiro, a Jornada Pedagógica 2019. Professores, gestores e coordenadores discutirão ações de melhoria no aprendizado e avaliação de conteúdos. A abertura será no Ginásio de Esportes, às 7h, dia 18. No dia 19, às 8h, teremos o Planejamento Coletivo, acontecendo em três locais: Escola Comendador Temístocles, com todos os professores da Pré-Escola; no Colégio Jorge Guerra, com todos os professores do Fundamental I; no Colégio Virgildásio Sena, com todos os professores do Fundamental II e EJA; e das 13h às 17h, com todos os professores, em suas respectivas unidades de ensino. No dia 20, segue o planejamento em todas as unidades de ensino, pela manhã e à tarde. Fonte: ASCOM

Foto: Valter Campanato, Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) deve anunciar nos próximos dias as ações para ampliar o número de escolas cívico-militares no país. Na semana passada, houve uma reunião da equipe responsável. A Agência Brasil apurou que faltam apenas os ajustes finais antes do lançamento da política. Aumentar o número de escolas cívico-militares no país é uma das prioridades do MEC, que passou a contar com uma Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares. Atualmente, são 120 escolas em 17 estados do país com o modelo, a maior parte em Goiás, com 50 estabelecimentos de ensino, de acordo com levantamento da Polícia Militar do Distrito Federal (DF). Na conta ainda não estão incluídas as escolas do DF.

Em nota, no mês passado, o MEC informou que o modelo se justifica pelos altos índices de criminalidade brasileiros. “O Ministério da Educação buscará uma alternativa para a formação cultural das futuras gerações, pautada no civismo, na hierarquia, no respeito mútuo, sem qualquer tipo de ideologia, tornando-os desta forma cidadãos conhecedores da realidade e críticos de fatos reais.”

Foto: Vinicius Loures, Câmara dos Deputados

A deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO) pediu o desarquivamento da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 15/15) que torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O Fundeb foi criado em 2006, mas apenas por um período de 14 anos – ou seja, perde a vigência em 2020. O fundo utiliza recursos da União, dos estados, Distrito Federal e municípios para financiar a educação básica no País, incluindo a remuneração dos professores. A estimativa de receita do fundo para este ano é de 156 bilhões de reais. A PEC que torna o Fundeb permanente havia sido arquivada, como acontece com a maioria das propostas ao fim de cada legislatura. Porém, elas podem ser desarquivadas a pedido do autor. A deputada Professora Dorinha é uma das signatárias da proposta e foi também relatora do texto na comissão especial que analisou o tema. Ela chegou a apresentar um relatório preliminar, que não foi votado na comissão.

Um total de 964 serviços em 104 instituições ligadas ao Ministério da Educação podem ser mais facilmente acessados. Antes dispersos em diversas páginas da internet, eles estão concentrados no Portal de Serviços do Governo Federal, no endereço www.servicos.gov.br. Com a inclusão desses serviços, o portal passará a concentrar mais de 2,8 mil ferramentas à disposição do cidadão. A inclusão das funcionalidades só foi possível por causa da terceira fase do Censo de Serviços do Governo Federal, cujos resultados serão apresentados amanhã (12) em Brasília. Conduzida pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), sob orientação do Ministério da Economia, a pesquisa teve o apoio do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). Nessa fase do censo, os técnicos rastrearam serviços na área de educação ainda não incluídos no portal único. Além de incluir os serviços educacionais ao portal, a Enap apresentará os principais resultados da pesquisa, com foco no nível de digitalização dos serviços públicos federais e sua forma de entrega à população. Segundo o Ministério da Economia, a ampliação do governo digital busca melhorar e facilitar a vida dos usuários de serviços públicos, por meio da simplificação e do uso de soluções tecnológicas. Fonte: Agência Brasil

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.