Educação e Cultura - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Segunda , 01 de Março de 2021
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Educação e Cultura
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começa a ser aplicado nesta terça-feira (23) para pessoas privadas de liberdade, para candidatos que tiveram as provas canceladas por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus, para aqueles que não puderam fazer o exame por estar com sintomas da Covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e para participantes que foram prejudicados por questões logísticas. 

A reaplicação seguirá as mesmas regras do Enem regular. Os horários de aplicação serão os mesmos. Os portões abrem às 11h30, no horário de Brasília, e fecham às 13h. A prova começa a ser aplicada às 13h30. Nesta terça-feira, os participantes farão as provas de redação, linguagens e ciências humanas. O tempo de prova é 5 horas e 30 minutos. Na quarta (24), terão 5 horas para resolver as questões de matemática e ciências da natureza.

A recomendação é que os estudantes cheguem com antecedência para evitar aglomerações. A lista do que é ou não permitido é também semelhante à aplicação regular. Os participantes deverão levar um documento oficial com foto – não é permitida a apresentação de documento digital -, caneta preta de material transparente e máscara de proteção facial.

Os resultados finais, tanto do Enem digital quanto do Enem impresso e da reaplicação, serão divulgados no dia 29 de março.

As notas do Enem poderão ser usadas para ingressar no ensino superior e para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni), e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Reaplicação

O Enem 2020 regular foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro no formato impresso, e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro no formato digital. Agora, será aplicado o Enem PPL (Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa que inclua privação de liberdade).

Na mesma data, as provas serão reaplicadas aos candidatos do Enem regular, tanto do impresso quanto do digital, que tiveram os pedidos aprovados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Prevista no edital, a reaplicação do Enem pode ser solicitada por participantes que se sentiram prejudicados por causa de algum problema logístico, como falta de luz no local de prova. Neste ano, devido à pandemia, puderam também pedir a reaplicação os participantes que apresentaram sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa.

Também devido à pandemia, a aplicação do Enem regular foi suspensa no estado do Amazonas, onde mais de 160 mil estudantes fariam a prova, em Rolim de Moura (RO), onde estavam inscritos 2.863, e em Espigão D’Oeste (RO), com 969 inscritos. Esses participantes poderão fazer o Enem também na data da reaplicação.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto : Agência Brasil

O edital do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2021 foi publicado ontem (11) pelo Ministério da Educação (MEC). As inscrições para a seleção do primeiro semestre são gratuitas e podem ser feitas entre os dias 6 e 9 de abril, no site do programa. O resultado será divulgado no dia 13 de abril.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) vai disponibilizar 4.550 vagas para 2021.1 e 1.540 para 2021.2. Outras instituições não vão ofertar vagas para o primeiro semestre. A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), por exemplo, informou que fará adesão somente ao Sisu 2021.2. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) também vai ficar de fora do Sisu de 2021.1, e a adesão à seleção do segundo semestre de 2021 ainda será analisada.

Cronograma

6 de abril - Início das inscrições

9 de abril - Encerramento das inscrições

13 de abril - Divulgação do resultado e início das inscrições para a lista de espera

14 de abril - Início do período de matrículas

19 de abril - Fim do período de matrículas e encerramento das inscrições para a lista de espera

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: Reprodução/Sisu

O Ministério da Educação publica nesta segunda-feira (8) a relação de candidatos aprovados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) de 2021. O prazo para que os selecionados comprovem as informações que foram prestadas na inscrição encerrará no dia 24 de fevereiro. As informações são da Agência Brasil.

A lista com o nome dos selecionados para o primeiro processo seletivo de 2021, bem como o cronograma do programa, pode ser acessada por meio do site do Prouni.

Neste ano, o programa oferece bolsas para 13.117 cursos em 1.031 instituições de ensino, localizadas em todos os estados e no Distrito Federal. Mais de 162 mil bolsas estão sendo ofertadas nesta edição do Prouni. Desse total, 52.839 são para cursos na modalidade de educação a distância.

Critérios

Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa (R$ 3.300).

É necessário também que o interessado tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa, e, nesse caso não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

É preciso ainda que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação.

Excepcionalmente neste ano, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019, uma vez que as provas do Enem 2020 foram adiadas em razão da pandemia da covid-19 e apenas o primeiro dia de provas foi realizado.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: Divulgação

O Programa Universidade para Todos (UPT), no qual integra a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), continua com inscrições abertas para alunos do 2° e 3° anos do ensino médio da rede pública, assim como pessoas que já concluíram o ensino médio que desejam se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2021, Exame Nacional para Certificação de Jovens e Adultos (ENCCEJA) ou vestibulares de instituições públicas e privadas.

As inscrições para o UPT acontecem até o próximo dia 31 de janeiro, por meio do preenchimento do formulário disponível no site.

As inscrições contemplam ainda os alunos que fizeram o ENEM 2020 e não obtiveram o desempenho esperado para os cursos superiores em que queriam ingressar por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU). O SISU é o principal meio de acesso aos cursos de graduação da UFRB.

O programa UPT disponibiliza aulas virtuais, dicas de estudos e outras ferramentas de preparação para os alunos do ensino médio ingressarem no ensino superior.

Em atendimento às recomendações dos órgãos de saúde para enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus, o funcionamento do UPT, no formato de curso presencial preparatório para o ingresso na universidade, não poderá ser realizado nos próximos meses.

Como alternativa, enquanto não se iniciam as atividades regulares presenciais do Universidade Para Todos, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia disponibiliza as atividades regulares na modalidade remota.

Acesso ao ensino superior

O Projeto Universidade para Todos (UPT) foi criado pelo Governo do Estado da Bahia e coordenado pela Secretaria da Educação (SEC-BA) e é executado por meio de uma parceria entre as universidades públicas baianas (UNEB, UEFS, UESB, UESC e UFRB). Trata-se de uma iniciativa voltada para fortalecer a política de acesso à Educação Superior, direcionada a estudantes concluintes e egressos do ensino médio das redes públicas municipais e estadual.

 

Fonte: UFRB

 

 

Foto: Marcelo Casal Jr/ ABR

Termina nesta sexta-feira (29) o prazo para os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 pedirem para participar da reaplicação das provas. Têm direito à reaplicação os candidatos que se sentiram prejudicados por questões de logística ou que tiveram sintomas de Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa. 

O Enem impresso foi aplicado nos últimos domingos, dias 17 e 24. O exame teve recorde de ausências, mais da metade dos inscritos não compareceram às provas. Ao todo, cerca de 2,5 milhões de estudantes fizeram as provas.

Os pedidos devem ser feitos na Página do Participante. Eles serão analisados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O resultado será divulgado também na Página do Participante no dia 12 de fevereiro, quando os estudantes saberão se os pedidos foram aceitos ou não.

A prova será reaplicada nos dias 23 e 24 de fevereiro. Podem pedir para fazer o exame nesses dias aqueles participantes que foram prejudicados, por exemplo, por falta de água e luz nos locais de prova ou falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante que solicitou uso de leitor de tela.

Houve ainda candidatos que foram impedidos de fazer o exame por causa da lotação das salas. Devido à pandemia do novo coronavírus, foi preciso garantir o distanciamento entre as carteiras dos candidatos. De acordo com o Inep, isso ocorreu em pelo menos 11 cidades, em 37 escolas. Esses participantes também podem pedir a reaplicação.

Covid-19

Os candidatos inscritos no Enem que apresentaram sintomas da Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa não deveriam ir aos locais de prova. Esses participantes têm direito de participar da reaplicação. Além da Covid-19, podem solicitar a reaplicação participantes com coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela.

Segundo o Inep, para a análise da possibilidade de reaplicação, a pessoa deverá inserir, obrigatoriamente, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação devem constar o nome completo do participante, o diagnóstico com a descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

De acordo com o Inep, até o último domingo (24), 18.210 candidatos solicitaram a reaplicação por causa de doenças infectocontagiosas. Desses pedidos, foram aceitos 13.716.

Enem digital

Para os participantes do Enem digital, que será aplicado nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, os prazos são diferentes. Ao todo, cerca de 93 mil candidatos farão essas provas.

Assim como ocorreu no Enem impresso, aqueles que tiverem sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa não devem comparecer aos locais de prova. Quem já tiver com laudo médico pode enviá-lo até amanhã (30). O sistema será novamente aberto para os pedidos de reaplicação, em data a ser definida pelo Inep.

Amazonas

As provas foram canceladas no estado do Amazonas, em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D’Oeste (RO) por causa da pandemia. O Enem digital também foi suspenso no Amazonas. Esses estudantes deverão fazer o exame na data da reaplicação. Eles não precisarão solicitar a participação. Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais em todo o país contrárias à realização do exame.

 

Fonte: Bahia.ba

 

 

Foto : Marcello Casal/Agência Brasil

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021 terminam hoje (29). De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas. Os resultados serão divulgados no dia 2 de fevereiro.

Quem não for pré-selecionado vai automaticamente para a lista de espera. A convocação por meio desta ocorrerá de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.

Podem se inscrever no processo seletivo, os candidatos que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e tenha tirado um nota média nas provas superior a 450 pontos e maior que 0 na redação.

O Fies tem é um programa de acesso ao ensino superior privado no Brasil, que oferece facilidades de acesso ao crédito para o financiamento de cursos.

 

Fonte: Metro1

Foto: Divulgação

Em meio a pandemia do coronavírus, pode-se dizer que a internet é um dos recursos principais para o enfrentamento desse período. Não fosse pela rapidez e expansão das conexões, não seria possível aulas online, ou compartilhamento de informações a respeito da vacina ao redor do mundo, não as pessoas não poderiam assistir e se entreter com as famosas lives ou mesmo se conectarem com os amigos.

Pensando em universalizar o acesso à internet, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação promoveu um encontro com diretores de escolas da zona rural e da zona urbana que serão beneficiadas pelo Programa de Inovação Educação Conectada. Essa iniciativa irá contribuir com o ensino remoto, provendo internet com velocidade e qualidade para as 21 escolas que recebem o recurso.

Todas as escolas tem um plano, que foi encaminhado ao PDDE e agora teremos recurso para cumprir esses planos”, esclareceu a Coordenadora do Departamento de Convênio e Programas, Etelvina Passos.

A Secretária Geisa Novaes, convidou o técnico em informática Jefferson Oliveira para esclarecer aos presentes o que será necessário para levar internet de qualidade as escolas, além de tirar as dúvidas das diretoras sobre melhor tipo de internet e equipamentos necessários.

Até o momento, foram beneficiadas 21 escolas no município, sendo que 18 delas são da zona rural e 03 da zona urbana. Entre as localidades contempladas estão a Embira, Sapucaia, Pumba, Baixa da Toquinha, Araçá, Boca da Mata, além das escolas nucleadas do Ponto Certo, Lagoa Grande, Tiririca, Fazenda Capivari e Fazenda Lisboa.

Os recursos recebidos pelas escolas serão empregados para a contratação de serviços de internet, implantação de infraestrutura para distribuição do sinal de internet nas escolas e aquisição ou contratação de dispositivos eletrônicos.

 

Fonte: ASCOM – PMCA

Foto: Marcelo Casal Jr/ Agência Brasil

O Ministério da Educação publicou nesta segunda-feira (25), no Diário Oficial da União, as regras para o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2021. O cronograma de seleção, entretanto, ainda será publicado em edital específico. 

A portaria desta segunda-feira trata dos procedimentos e regras de oferta de vagas pelas instituições de educação superior, seleção das vagas a serem ofertadas, inscrição dos candidatos, classificação e pré-seleção dos candidatos, complementação da inscrição pelos candidatos pré-selecionados e redistribuição das vagas entre os grupos de preferência.

Para ter acesso ao fundo, é necessário ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos e ter participado de uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, obtendo no mínimo 450 pontos na média das cinco provas do exame e não ter zerado a prova de redação. A seleção assegura apenas a expectativa de direito à vaga, já a contratação do financiamento está sujeita às demais regras e procedimentos de formalização do contrato.

O Fies é o programa do governo federal que tem o objetivo de facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas aderentes ao programa. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies tem regras específicas e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto : Arquivo/Agência Brasil

O segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado ontem (24), registou uma abstenção de 53,7% na Bahia, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Em 2019, o índice de ausentes no mesmo dia foi de 27,3%, menos do que a metade deste ano. A taxa nacional de abstenção foi de 55,3%.

A Bahia ficou em 3° lugar no ranking de presenças na avaliação aplicada ontem. Dos 444.744 inscritos, 205.918 compareceram aos locais do exame. Em São Paulo, estado onde mais estudantes foram realizar o concurso, 365.456 pessoas apareceram. Foi seguido de Minas Gerais, que registrou 239.813 presentes.

No primeiro dia de provas, ocorrida no último domingo (17), a Bahia teve uma abstenção de 51%.

Os alunos que não puderam comparecer ao Enem por problemas de infraestrutura ou que foram diagnosticados com Covid-19 ou outras doenças infecciosas na véspera poderão pedir a remarcação da prova nos dias 23 e 24 de fevereiro.

 

Fonte: Metro1

Foto: Divulgação/ Inep

Resolver questões de anos anteriores, revisar conteúdos estudados durante o ano e relaxar um pouco são algumas das dicas de professores entrevistados pela Agência Brasil para os estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (24). No segundo dia de aplicação da versão impressa do exame, os candidatos resolverão questões de matemática e de ciências da natureza.

“Neste momento, quando se fala em exatas, a grande dica é fazer as provas anteriores. Pegar as duas últimas provas e ter calma”, diz o diretor-geral do Colégio e Curso Progressão e professor de matemática, Leonardo Chucrute. “O Enem não quer colocar pegadinha para o candidato. O que ele está cobrando é aquilo mesmo. Acredite no que a prova está pedindo, é aquilo mesmo, é o que você sabe fazer. O que falo para o candidato é, mantenha a calma, você está preparado, você estudou, acredite em você”.

Segundo Chucrute, com base na prova do último domingo (17), primeiro dia de aplicação do Enem, a expectativa é que o exame tenha menos textos longos e que os enunciados sejam mais objetivos.

“Não é o momento de querer aprender conteúdos novos, de tirar o atraso, porque isso pode gerar tensão e cansaço desnecessários nesta reta final. Importante revisar e focar nos conteúdos que mais caíram nas provas”, diz o gerente executivo de Avaliações e Conteúdo Digital do SAS e professor de química, Caê Lavor. Na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis as provas e os gabaritos dos anos anteriores do Enem.

A expectativa de Lavor é que o Enem mantenha o padrão dos conteúdos das últimas edições. “Será uma prova que repete os padrões do Enem. Tanto no conteúdo quanto na abordagem de problemas e conteúdos que são relevantes para o dia a dia dos alunos, que são relevantes para o cotidiano. O Enem cobra problemas e situações práticas, conteúdos que têm aplicação no dia a dia, conteúdos muito técnicos não costumam ser cobrados”.

Razão, proporção, porcentagem, regra de três são, segundo os professores, conteúdos recorrentemente cobrados na prova de matemática. Em biologia, o conteúdo destacado é ecologia; em física, mecânica, que envolve aceleração, velocidade e troca de energia; e, em química, físico-química, que engloba cálculo químico e aplicações práticas das reações químicas.

Na hora da prova

Segundo o professor e coordenador de matemática do sistema COC by Pearson, Luiz Fernando Duarte, o estudante deve começar pelas questões com as quais tem mais afinidade. “Deve começar pela situação em que se sente mais forte, com o que tiver mais facilidade, para começar com mais confiança. Deve ser aí o ponto de partida”, diz.

“Em uma leitura cuidadosa é possível identificar as questões que podem ser resolvidas mais rapidamente. Isso significa fazer um bom número de questões e ter mais tempo para fazer questões com exigência maior”, orienta. Segundo Duarte, um tempo médio para a resolução das questões é de três minutos para cada. Uma técnica recomendada é que os candidatos leiam com atenção os enunciados, que grifem as partes mais importantes, que podem ajudar na resolução.

Ao todo, os estudantes terão cinco horas para resolver 90 questões. “Tivemos o caso de um aluno, ainda que ele estava fazendo a prova apenas como treineiro, que passou cerca de 30 minutos em uma questão e não conseguiu concluir a prova. Deixou de resolver questões elementares que só de passar o olho conseguiria resolver”, conta o professor de matemática do Centro de Educação de Tempo Integral (CETI) Augustinho Brandão, de Cocal dos Alves (PI), Raimundo Alves de Brito. “O estudante tem que saber identificar aquelas questões que certamente consegue resolver”, acrescenta.

Respirar

Em um ano atípico como o ano letivo de 2020, com a suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia do novo coronavírus e, agora, com a realização do exame com uma série de medidas de biossegurança, os estudantes enfrentam uma ansiedade ainda maior. “A gente nem sabe como pedir, está todo mundo muito agitado, mas eu pediria calma. A prova está difícil para todo mundo, a situação é essa para todo mundo. É preciso calma e concentração para fazer a prova”, recomenda Brito.

Ele conta que enfrentou uma série de dificuldades ao longo do ano, com internet escassa no município, por vezes, estudantes não conseguiam sequer acessar um vídeo de três minutos. “Foi muito difícil, foi um ano horrível. A gente conseguiu mais ou menos cumprir a carga horária, mas as aulas ficam muito deficitárias. Estamos esgotados. A gente consegue sentir que não funcionou como a gente queria”, diz o professor.

Lavor concorda. “É um momento de manter a calma. Sei que é difícil. Muitas vezes, o estudo desenfreado e a busca de conhecimento agora criam tensão. Estudar poucas coisas, manter a calma e pensar que este momento vai ser importante para que sejam definidos os próximos passos, a universidade, mas este momento não define quem a gente é”, diz.

Ele chama a atenção para algo fundamental: a respiração. Uma dica é toda vez que o estudante se perceber nervoso, notar a respiração acelerada, parar e apenas respirar, até que ela desacelere. “Identificar a respiração pode ajudar a ter mais atenção plena. A estar presente no momento. Escutar o barulho da respiração por dez segundos”.

Enem 2020

O Enem começou a ser aplicado no último domingo (17) e segue no próximo (24). No primeiro dia de aplicação, o exame teve abstenção recorde de 51,5%. Do total de 5.523.029 inscritos para a versão impressa do Enem, 2.842.332 faltaram às provas. Nesta edição, o Enem terá uma versão impressa e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As medidas de segurança adotadas em relação à pandemia do novo coronavírus serão as mesmas tanto no Enem impresso quanto no digital. Haverá, por exemplo, um número reduzido de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Os candidatos que tiverem sintomas de covid-19 e de outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer aos locais de prova. Devem comunicar ao Inep pela Página do Participante. Esses candidatos terão direito à reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

 

Fonte: Bahia.ba

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Loteamento Paraguassu Residence - Cabaceiras do Paraguaçu
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Áudio que circula nas redes sociais diz que a Barragem Pedra do Cavalo não está segura; Votorantim Energia desmente.
Um áudio que vem circulando nas redes sociais vem preocupando os moradores da região. Segundo uma mulher, que não teve a identidade revelada, a UHE Pedra do Cavalo está toda estralada.