Mundo - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Terça , 16 de Janeiro de 2018
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Mundo
Foto: KCNA via Reuters

 Um túnel na base de testes nucleares da Coreia do Norte desmoronou após o sexto teste atômico de Pyongyang, em setembro, e mais de 200 pessoas podem ter morrido, divulgou nesta terça-feira (31) a emissora de TV japonesa Asahi.

A TV cita fontes com conhecimento da situação, sem identificá-las, e a agência de notícias Reuters não foi capaz de verificar a informação.

Cerca de 100 trabalhadores da instalação nuclear de Punggye-ri foram atingidos pelo desmoronamento inicial, que teria ocorrido em 10 de setembro, de acordo com a emissora. Um segundo desmoronamento, durante o resgate, teria aumentado consideravelmente o número de vítimas.

Como consequência, a instalação de Punggye-ri pode ficar sem ser utilizada para testar armas nucleares por muito tempo.

6º teste nuclear

Uma série de tremores e deslizamentos de terra perto da base de testes nucleares indicam que o sexto e mais poderoso teste do país, realizado em 3 de setembro, desestabilizou a região, segundo especialistas.

O teste provocou um tremor de magnitude 6,3 no país e ocorreu poucas horas após o governo Kim Jong-un inspecionar bomba que pode ser carregada em míssil. Na época, a Coreia do Norte anunciou que o teste nuclear com uma bomba de hidrogênio tinha sido um "sucesso perfeito".

O governo da Coreia do Norte disse que todos os componentes da bomba foram fabricados no país permitindo construir quantas bombas nucleares quiser.

Estados Unidos, China, Rússia, Japão, Coreia do Sul, França, Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e União Europeia condenaram o teste. Eles repudiaram a nova violação das múltiplas resoluções da ONU e exigiram o fim dos programas nuclear e balístico da Coreia do Norte.

Fonte :G1

 O goleiro Choirul Huda, do Persela Lamongan, morreu neste domingo em decorrência de um choque sofrido com um companheiro de equipe durante o jogo conta o Semen Padang pela primeira divisão do Campeonato Indonésio. Nos acréscimos da etapa inicial, o jogador de 38 anos foi cortar um cruzamento e bateu cabeça, pescoço e peito contra o brasileiro Ramon.

Ele acusou fortes dores, começou a passar mal ainda no gramado e foi levado às pressas para a ambulância direto ao hospital já em estado grave. Poucos minutos depois de chegar ao hospital, porém, ele sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

Os jogadores dos dois times lamentaram a situação e foram informados da morte de Choirul Huda ao final da partida, transtornando a todos. “Choirul Huda sofreu uma colisão traumática com seu companheiro, resultado no que nós chamamos de parada cardiorrespiratória”, explicou o médico Yudistiro Andri Nugroho.

Ele disse que tudo o que foi possível para reanimar o goleiro foi feito, mas que “a condição seguiu piorando. Estímulos no coração e no cérebro foram feitos, mas ficou uma hora sem resposta. Sem sinais de reflexos de vida normal, então nós declaremos a morte às 16h45 (horário local)”. O goleiro atuou em toda sua carreira profissional no Persela, clube de sua cidade-natal, Lamongan. Ele era casado e deixa dois filhos. Veja o vídeo:

 As gêmeas siamesas Anick e Destin têm poucas semanas de vida, mas já colecionam histórias memoráveis e grandes emoções desde o instante que nasceram.

Elas vieram ao mundo em uma região da República Democrática do Congo chamada Muzombo - onde não há qualquer hospital ou estrutura para acolher um caso desse tipo. Nascidas longe de qualquer acompanhamento médico em um parto normal na vila, as duas precisavam urgentemente de assistência para terem chances de sobreviver.

Os pais, Claudine Mukhena e Zaiko Munzadi, imediatamente colocaram os bebês recém-nascidos na garupa de uma moto e avançaram em uma jornada épica para tentar salvar as meninas. Foram pelo menos 15 horas de viagem passando por estradas estreitas e pela floresta até chegarem ao hospital mais próximo, em Vanga.

 

 As Forças da Síria Democrática (FSD), aliança liderada pelas milícias curdas, informaram neste domingo (15) que 275 combatentes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e suas famílias se renderam na cidade de Raqqa e foram evacuados junto aos civis.

Em comunicado oficial, as FSD disseram que "mercenários locais" do EI e seus parentes se renderam graças aos "esforços do Conselho Civil de Raqqa e xeques tribais". Com essa mediação também foram evacuados os civis que permaneciam na cidade.

O porta-voz americano da coalizão internacional antijihadista que apoia as FSD, Ryan Dillon, disse neste sábado (14) que cerca de 100 terroristas se renderam em Raqqa e foram expulsos da cidade nas últimas horas.

As FSD asseguraram que controlam 90% da cidade, após terem tomado o controle de 22 bairros desde o início da ofensiva sobre a "capital" do EI, no dia 6 de junho.

Atualmente, os jihadistas estão presentes em sete distritos nos quais ocorrem os confrontos, segundo o comunicado, em que as FSD afirmam que prosseguirão a batalha até derrotar todos, inclusive os "terroristas estrangeiros".

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, o acordo de evacuação também incluía extremistas estrangeiros, mas a coalizão internacional e as FSD não confirmaram a informação.

O responsável pelas operações da coalizão, o general americano Jonathan Braga, afirmou que a aliança militar não condena "nenhum acordo que permita aos terroristas do EI fugir de Raqqa sem enfrentar a justiça".

 O número de vítimas do forte terremoto de 19 de setembro na região central do México já chega a 305, informou nesta sexta-feira (23/9), na Cidade do México, o coordenador nacional de Proteção Civil, Luis Felipe Puente.

Em uma atualização do balanço preliminar de vítimas do tremor de magnitude 7,1 na escala Richter, Puente detalhou que são 167 pessoas mortas na capital do país, 73 em Morelos, 45 em Puebla, 13 no estado de México, seis em Guerrero e 1 em Oaxaca.

De acordo com o coordenador, os trabalhos de busca e resgate de sobreviventes foram retomados após um novo terremoto ser registrado hoje com magnitude de 6,1 graus na escala de Richter.

O tremor de hoje é uma das 4.287 réplicas do terremoto de 8,2 graus de 7 de setembro, o mais poderoso desde 1932, cujo epicentro se localizou na costa do estado de Chiapas, de acordo com o Serviço Sismológico Nacional (SSN).

 A agência de defesa civil do México informou na madrugada desta quarta-feira (20) que já foram confirmadas 226 mortes após o terremoto de 7,1 pontos que atingiu o país na véspera. Dezenas de prédios ruíram na Cidade do México e em Estados próximos. O chefe da agência, Luis Felipe Puente, informou pelo Twitter que há 117 vítimas fatais confirmadas na Cidade do México, 55 no Estado de Morelos (que fica ao sul da capital do país), e 39 no Estado de Puebla - onde o abalo teve seu epicentro. Outras 12 pessoas morreram no Estado do México (que circunda a capital) e três no Estado de Guerrero. O número da Defesa Civil não incluiu uma morte no Estado de Oaxaca, anunciada por autoridades locais. O epicentro do tremor foi na cidade de Raboso, em Puebla, a 123 quilômetros a sudeste da Cidade do México.

 Com 32,32% dos votos, o partido do presidente da França Emmanuel Macron conseguiu alcançar no primeiro turno das eleições legislativas, neste domingo (11), o que deve fazer com que ele consiga no domingo (18) próximo uma ampla maioria. De acordo com pesquisas do Instituto Ipsos com base nesses resultados oficiais, o Em Movimento associado com os centristas do MoDem poderia ter de 415 a 455 cadeiras (das 577 que existem na Assembleia Nacional) no segundo turno.

Em segundo lugar, em nível nacional, ficou o partido da direita tradicional, Os Republicanos, (associado com os centristas da UDI), com 21,56% dos votos, que representa um grupo de 70 a 110 deputados, menos da metade do que tinha na legislatura que acabou. Já o Partido Socialista (PS), a sofreu um abalo ainda maior ao ficar. Teve 9,5% dos apoios, ficando na quinta posição, atrás do ultradireitista Frente Nacional (FN) e da França Insubmissa do líder da extrema esquerda Jean-Luc Mélenchon. Conforme as projeções do Ipsos, o PS terá que se contentar em ter de 20 a 30 cadeiras, ou seja - com os seus aliados - perderá pelo menos 250.

O FN foi escolhido por 13,2% dos eleitores e terminou na terceira posição em termos absolutos, mas devido ao seu isolamento dificilmente poderá contar com um grupo parlamentar próprio, com no máximo cinco deputados. A França Insubmissa foi votada por 11% dos franceses e as projeções para o próximo domingo indicam que o partido terá de oito a 18 deputados. A abstenção alcançou ontem um nível recorde na história da 5ª República, fundada em 1958, com 51,29%.

Fonte:Metro1

 Um tiroteio na cidade de Orlando, na Flórida, deixou “vários feridos” na manhã desta segunda-feira (5). A informação é do Escritório do Xerife do Condado de Orange. Segundo a polícia norte-americana, a ação já foi "controlada". De acordo com informações da agência EFE, o tráfego de veículos foi interrompido na região e há uma grande presença policial.

 A história do vídeo viral da semana passada, em que uma criança era mordida por um leão-marinho e arrastada pela água, não terminou. A protagonista, que foi resgatada por um homem que se encontrava no cais da cidade canadense de Richmond, atualmente está internada e recebe tratamento específico para combater uma bateria que é ‘potencialmente mortal’.

A família consultou um biólogo, e foi informada que leões marinhos e focas possuem grande quantidade de bactérias nocivas e encaminhou a menina para um centro médico, onde ela passa por tratamento.

À TV NBC, o pai da garota contou que a infecção é conhecida como ‘dedo de foca’ que é causada pela presença uma bactéria cujo nome científico é Mycoplasma phocacerebrale, que se não for combatida com os antibióticos adequados pode gangrenar a região e provocar amputação, ou até mesmo a morte do paciente.

No vídeo, após ser resgatada, é possível ver menina caminhando sem problemas. Mas pouco depois, o ferimento causado pelo animal infeccionou.

 O presidente dos EUA, Donald Trump, e o papa Francisco se encontraram nesta quarta-feira (24) na cidade do Vaticano, deixando temporariamente suas divergências de lado para adotar um tom de paz.

Trump, em meio a uma viagem internacional de nove dias, teve uma audiência privada de 30 minutos com o pontífice, carregada de simbolismos religiosos e protocolos. O presidente, acompanhado por sua esposa e vários assistentes, chegou ao Vaticano às 8h da manhã (4h de Brasília).

Após o fim do encontro, o papa deu a Trump uma medalha com a imagem de um ramo de oliva, símbolo da paz, entre outros presentes. ‘Podemos ter paz’, respondeu o presidente.

As visões de mundo opostas dos dois líderes colidiram no ano passado, quando Francisco criticou duramente a campanha de Trump, que pregava construir um muro na fronteira com o México e fazia declarações de que os EUA deviam recusar imigrantes islâmicos e refugiados.

Entrevistas
Jorge Rodrigues, organizador do pregão da Festa do Bonfim de Muritiba fala sobre suas experiências nesta celebração cultural
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.