Mundo - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Terça , 21 de Maio de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Mundo
Foto: Reprodução

O ator que interpretou Ranger Vermelho no seriado Power Rangers Pua Magasiva foi encontrado morto aos 38 anos, na Nova Zelândia, de acordo com a rede de TV americana FOX. O ator foi um dos protagonistas de Power Rangers Ninja Storm. Ele também atuou em filmes, como 30 Dias de Noite, de 2007. Segundo o jornal New Zealand Herald, o corpo de Magasiva foi localizado em uma casa na capital Wellington na manhã deste sábado. Ainda não se sabe a causa do óbito, mas a polícia local já afirmou que “não há circunstâncias suspeitas em torno de sua morte”.

Jornal Correio do Brasil

Um ataque de um grupo armado em uma festa deixou 13 mortos - cinco mulheres, um criança e sete homens - nesta sexta-feira (19) no estado de Vera Cruz, no México, segundo autoridades locais. A informação é do G1. Segundo a publicação, a polícia informou que os fatos aconteceram às 21h (horário local) no município de Minatitlán, uma região petrolífera duramente atingida pela criminalidade organizada. As testemunhas e sobreviventes disseram que homens armados entraram na festa, que acontecia na colônia operária do município, e queriam levar uma pessoa do local, mas os convidados tentaram impedir, o que ocasionou o ataque a tiros. Tropas do Exército mexicano, da Secretaria da Marinha e da Polícia Estadual foram para o local dos fatos e montaram uma operação de proteção para as testemunhas, além de iniciar a busca dos autores do ataque.

Foto Reprodução TV Bahia

O dono do barco que culminou na prisão de velejadores brasileiros em Cabo Verde foi extraditado para Salvador. Robert James Delbos foi um dos contratadores de Rodrigo Lima Dantas, Daniel Ribeiro Dantas e Daniel Felipe da Silva Guerra para fazer a travessia do Brasil para Portugal a bordo do veleiro "Rich Harvest", em que foi encontrada uma tonelada de cocaína em Cabo Verde, na África. O inglês era procurado pelo Juízo da 2ª Vara Federal Criminal de Salvador para responder por crime de tráfico internacional de drogas e associação para tráfico e foi trazido ao país por conta do tratado de extradição entre o Brasil e a Espanha. Ele foi detido em junho do ano passado pela Interpol na Espanha a pedido da Justiça brasileira e ficará custodiado no Presídio de Salvador. Outros dois homens são procurados pela Justiça brasileira: George Edward Saul e Matthew Stephen Bolton, indiciados pelo mesmo crime. George Saul chegou a ser preso na Itália por 40 dias, mas foi solto por atraso no envio do pedido de extradição. A família de Rodrigo Dantas comemorou a extradição. "Eles eram procurados aqui no Brasil. Eles são os verdadeiros bandidos e traficantes", afirmou o pai, João Dantas Netto. Ele lamentou a soltura de George Soul mas afirmou que "o que importa é que estou com meu filho livre". O caso As investigações da Justiça Federal concluíram que Robert Delbos veio ao Brasil como tripulante da embarcação Rich Harvest. Ele seria o responsável pelos pagamentos para reformas na embarcação, onde foram acondicionados os entorpecentes. A embarcação era tripulada pelos brasileiros e o francês Olivier Michel Marie Thomas quando foi parada em agosto de 2017 em Cabo Verde. Os velejadores baianos foram soltos após um ano e meio na prisão de Cabo Verde em fevereiro de 2019. Eles responderão o processo em liberdade após uma decisão da Justiça cabo-verdiana. A soltura, no entanto, não equivale à absolvição de Daniel Guerra, Daniel Dantas e Rodrigo, que estavam a bordo de um barco que transportava drogas.

Reutersmile Hutchings

As autoridades de Moçambique afirmaram que o número de mortos no país, em função do Ciclone Idai, subiu para 446. A atualização dos números se dá à medida que o nível da água vai baixando e permitindo o acesso a novos locais. O ciclone provocou fortes ventos, chuvas e inundações no país, além de atingir também países vizinhos, como Madagascar, Malaui, Zimbábue e a África do Sul. O ministro da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique, Celso Correia , acrescentou que 531 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone, que atingiu o país no fim de semana passado. Os centros de acolhimento atendem, no momento, 109.733 pessoas. Dessas, mais de 6,5 mil requerem atendimento especial, como idosos e grávidas. O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estima que haja pelo menos 1 milhão de crianças afetadas pelo ciclone em Moçambique. Foi o país mais atingido pela tragédia. Foram registrados ventos de 150 km/hora. O ministro lembrou que a água empoçada com a inundação também tem disseminado doenças. “É importante termos consciência de que vamos ter cólera, malária, já temos elefantíase, e vai haver diarreias. O trabalho está sendo feito para mitigar [os surtos]”, disse ele em coletiva de imprensa. A baixa da inundação, no entanto, já permitiu que o governo pudesse enviar médicos para várias regiões, para acompanhar a saúde da população local. Ontem (23), já no final do dia, as autoridades locais conseguiram tirar a cidade de Beira, capital da província de Sofala, do isolamento. A Estrada Nacional Número 6 (EN6) foi reaberta após uma semana inacessível. A EN6 é aveida principal da região central de Moçambique. Atravessa as províncias de Sofala e Manica, ligando Beira ao Zimbábue.

Foto: Divulgação

No último domingo (10/3), uma estudante universitária pôs um vestido branco de noiva e se dirigiu a um cemitério de Nashville (Tennessee, EUA). Sara Baluch, de 22 anos, foi “se casar” com Mohammad Sharifi no dia em que eles deveriam se casar de verdade. Mas o noivo foi assassinado em 19 de fevereiro no estacionamento de um condomínio pelo comprador de um Xbox que ele anunciara para venda pelo Facebook Marketplace. Ele tinha 24 anos. A “noiva viúva” estendeu uma toalha no jardim e pôs sobre ela uma foto de Mohammad, além de flores e outros ornamentos. A visita ao túmulo foi acompanhada por um repórter do “Chattanooga’s Times Free Press”. “Era para estarmos juntos”, disse Sara, com a voz embargada, agachada diante do túmulo. “Sinto muito, Mohammad, sinto muito. Eu queria estar com ele. Por que tenho que esperar?”, continuou ela. Sara destacou ter recebido um presente de aniversário do noivo mesmo depois da morte. Ele já havia comprado um relógio para que ela usasse na lua de mel, que seria no Havaí. “Ele não está mais aqui, mas ainda me surpreende”, declarou. O jovem de 20 indiciado pelo assassinato, de 20 anos, está aguardando julgamento. Fonte: Ibahia

Foto: Alex Wong/AFP

O diretor de comunicação da Casa Branca, Bill Shine, se demitiu nesta hoje (8). Segundo a secretária de imprensa Sarah Sanders, ele sai do cargo para trabalhar como consultor sênior na campanha de reeleição para 2020 do presidente Donald Trump. O pedido foi apresentado ontem (7) e efetuado hoje. Segundo a agência Reuters, uma fonte próxima de Trump disse que o presidente perdeu a confiança em Shine a passou a contar mais com Sanders. Em um comunicado, Trump disse que o ex-diretor de comunicação "fez um excelente trabalho para mim e para a minha administração". O presidente afirmou que está ansioso para trabalhar com Shine na campanha. "Vamos sentir falta dele na Casa Branca, mas esperamos trabalhar juntos na Campanha Presidencial de 2020, onde ele estará totalmente envolvido", disse. Fonte: Metro1

Foto: Jeff Pachoud / AFP / CP Memória

O cardeal francês Philippe Barbarin foi condenado hoje (7) a um ano de prisão, sentença convertida em seis meses de pena, por não ter denunciado abusos sexuais praticados por um padre durante anos. O coletivo de juízes do Tribunal de Lyon leu esta manhã a sentença do cardeal Barbarin. O arcebispo de Lyon e mais cinco funcionários, leigos e clérigos da diocese, são acusados de silêncio cúmplice por terem conhecimento, durante anos, dos abusos sexuais praticados pelo padre Preynat e de terem escondido esses crimes da Justiça. Para as vítimas do padre Preynat, o sacerdote, que durante várias décadas teria abusado de 80 crianças, se o cardeal Barbarin e os funcionários do arcebispado tivessem denunciado os fatos muitos crimes não teriam prescrito. O padre Preynat confessou, em cartas e às vítimas, durante a investigação, os crimes praticados. Das 80 vítimas, apenas sete não viram os crimes prescrever. Preynat deverá começar a ser julgado este ano. Fonte: RTP

O vexaminoso tuíte de Jair Bolsonaro sobre o carnaval já repercute na imprensa internacional. O “New York Times” começa seu artigo dizendo que o artigo sobre o presidente da quarta maior democracia do mundo “contém um vídeo com forte conteúdo sexual” e que o jornal “fez o possível para mantê-lo digno”. De acordo com o “Times“, o carnaval brasileiro tem uma “abundância de trajes sexualmente sugestivos e não faltam demonstrações públicas de afeto. Mas as cenas destacadas por Bolsonaro seriam tratadas como aberração caso acontecessem nos blocos de rua”. O jornal americano prossegue: “O que isso tudo nos diz sobre a era Bolsonaro? Para começar, fica evidente que Bolsonaro é tão impulsivo nas redes sociais como presidente quanto foi como candidato. Assessores e aliados vêm expressando, continuamente, desconforto com presidente, que continua a conduzir o país através do WhatsApp”.

Foto: Joshua Roberts / Reuters

Os Estados Unidos vão punir organizações estrangeiras que ajudarem a financiar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não reconhecido pelas autoridades do país, alertou hoje (6) a Casa Branca. A decisão foi anunciada pelo conselheiro de segurança nacional do presidente Donald Trump, John Bolton. O ataque é mais um dos vários de Washington para forçar a saída de Maduro, cuja reeleição foi considerada produto de fraudes. Em um comunicado, a Casa Branca “adverte as instituições financeiras estrangeiras que haverá sanções por participar na facilitação de transações ilegais que beneficiem Nicolas Maduro e sua rede corrupta”. “Nós não permitiremos que Maduro roube a riqueza do povo venezuelano”, afirmou. Reconhecido pelos Estados Unidos e mais de 50 países, o chefe da Assembleia Nacional (Parlamento), Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino da Venezuela e, ainda, se comprometeu a organizar novas eleições no país. Fonte: Metro1

Foto: Agência Brasil

O Tribunal de Tóquio estabeleceu nesta terça-feira (5) fiança de 1 bilhão de ienes, equivalente a R$ 33,8 milhões, para que o ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, Carlos Ghosn, seja solto. O brasileiro está preso no Japão desde 19 de novembro de 2018, acusado de fraude fiscal e uso de verbas da empresa para fins pessoais. Segundo a emissora japonesa NHK, o tribunal ainda estabeleceu condições para que o executivo seja solto, a exemplo da proibição de sair do Japão e vigilância por câmeras em sua residência. Antes de autorizar a soltura mediante pagamento de fiança, o Tribunal de Tóquio rejeitou outros dois pedidos. A expectativa era que Ghosn permanecesse preso até o julgamento. No Japão, a fiança raramente é concedida sem uma confissão do réu. Fonte: Bahia Notícias

Entrevistas
Aniversário da Cidade: Ex-prefeito Antonio Pimentel faz avaliação sobre o cenário político e revela propostas para Governador Mangabeira
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.