Mundo - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Sábado , 24 de Outubro de 2020
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Mundo
Foto: Paul Biris/Getty Images

Voluntário em testes clínicos da vacina da Universidade de Oxford (ING) e do laboratório Astrazeneca, um médico brasileiro morreu de complicações de Covid-19. O óbito ocorreu na quinta-feira (15) e divulgada nesta quarta-feira (21) pelo jornal O Globo.

A vítima fatal, que também não teve a identidade revelada, tinha 28 anos e não apresentava comorbidades. Participou do teste em setembro, mas não foi divulgado se ele recebeu a vacina ou o placebo. O método usado nos testes é o duplo-cego – metade recebe a substância em teste e a outra metade um placebo. Nem pesquisadores e nem voluntários sabem em quem foi aplicada a vacina.

Segundo a revista Exame, o falecimento não interromperá os testes. O Comitê Internancional de Avaliação de Segurança sugeriu a sua continuidade. A Anvisa foi comunicada do falecimento do brasileiro.

Desde março, o médico e voluntário participava do atendimento às vítimas do novo coronavírus no Rio de Janeiro, inclusive em UTIs. Com informações de O Globo e da revista Exame.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: FOX

A atriz Naya Rivera, conhecida por seu papel na série norte-americana Glee, é considerada desaparecida desde a noite da última quarta-feira (8), após sumir em um passeio de barco no Lago Piru, na Califórnia.

Segundo as autoridades, a intérprete de Santana Lopez na série adolescente de Ryan Murphy, alugou um barco por volta das 13h e saiu para navegar com o filho de 4 anos.

O xerife do condado de Ventura, Eric Buschow, disse que a atriz chegou a nadar no lago com o menino, que voltou após o mergulho e foi encontrado sozinho dormindo na embarcação.

Equipes de resgate seguem à procura da atriz, nesta quinta-feira (9).

Naya, de 33 anos, deu início a carreira de atriz na série “The Royal Family”, quando tinha 4 anos. Além de ter participado de 113 episódios de Glee, ela fez participações especiais em vários programas, incluindo “Um Maluco no Pedaço” e “Baywatch”.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto : Paula Fróes/GOVBA

O Brasil ultrapassou a França no número de mortos por coronavírus, de acordo com boletim divulgado hoje (30) pelo Ministério da Saúde. O país totaliza 28.834 óbitos por Covid-19. Na França, até o momento, foram contabilizadas 28.774 mortes, segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins.

Dados do ministério apontam ainda que foram 956 registros de morte incluídos em 24 horas e 268.714 pacientes estão em acompanhamento.

Confira:

 

Fonte: Metro1

Foto: Fotos Públicas/NIAID

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) confirmaram que o novo coronavírus (SARS-CoV-2) é capaz de infectar neurônios humanos. Os pesquisadores vão investigar agora de que modo o funcionamento dessas células nervosas é alterado pela infecção. O projeto tem apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

A constatação ocorreu por meio de experimentos in vitro, ou seja em cultura de células, pela técnica de PCR em tempo real, a mesma usada no diagnóstico da covid-19 em laboratórios de referência. Segundo o professor do Instituto de Biologia, Daniel Martins-de-Souza, coordenador da pesquisa, a partir desse primeiro resultado, o grupo vai comparar as proteínas e metabólitos das culturas celulares antes e depois da infecção pelo novo coronavírus. Dessa forma, será possível observar como o padrão das moléculas muda e então tentar explicar como o vírus age no sistema nervoso central.

“A primeira parte do trabalho era ver se o vírus pode entrar nessas células. A resposta é sim, os vírus entram nos neurônios. O que a gente vai fazer agora é o uso das ferramentas de química analítica que a gente tem e, com uma técnica chamada espectrometria de massas, a gente consegue monitorar moléculas nas células, como proteínas, metabólitos e como os lipídios, por exemplo, que são as moléculas de gordura”, explicou Martins-de-Souza.

Segundo o coordenador da pesquisa, a curto prazo, a previsão é que, com o estudo, se entenda o que o vírus faz quando dentro de um neurônio. “Esse é o segundo passo e o mais importante do nosso trabalho porque é aí que a gente vai conseguir entender e até responder qual é o problema do vírus entrar na célula”.

O pesquisador ressalta que é cedo para conclusões clínicas, mas afirma que a infecção dos neurônios pelo vírus traz a possibilidade de mais riscos aos pacientes. “A gente começou a observar na literatura a aparição de sintomas neurológicos em pacientes. Mas, antes disso até, um dos primeiros sintomas que aparecem em pessoas acometidas pelo coronavírus é a perda de olfato – anosmia -, que é algo mediado pelo sistema nervoso”, disse.

“O fato de haver anosmia, os pacientes apresentarem sintomas neurológicos e já ter alguns estudos saindo, mostrando algumas lesões observadas pós-morte no cérebro de pacientes com covid-19, pode sugerir que, se o vírus de fato chegar ao cérebro, ele pode ser prejudicial para o paciente, mas ainda é muito cedo para afirmar tudo isso”, explicou. Martins-de-Souza reforçou que essa é uma hipótese a ser testada pelos pesquisadores.

 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Reprodução / Youtube

Um vídeo forte que passou a circular nas redes sociais nos últimos dias mostra 4 minutos em que uma criança de dois anos se afoga em uma piscina sem ninguém ao redor notar.

O caso aconteceu em um hotel de Livonia, Michigan, nos Estados Unidos, no final de janeiro. Nas imagens, é possível ver uma criança de 2 anos se aproximando da borda da piscina e entrando na água. Em seguida, ela começa a se afogar.

O garoto tenta nadar e coloca a cabeça para fora da água, mas afunda de novo. Ele chega a ficar 4 minutos deitado no fundo da piscina, até que outra criança o vê e avisa a um adulto.

Duas enfermeiras presentes no local realizam o salvamento e conseguem fazê-lo respirar novamente. Momentos depois, paramédicos e policiais chegam ao local e levam o garoto para o hospital.

Após ficar em observação, segundo o site Mirror, a criança felizmente recebeu alta.

“Dá arrepios quando você vê essas enfermeiras trabalhando nessa criança. São várias rodadas de RCP para trazê-la de volta”, disse Ron Taig, capitão do departamento de polícia de Livonia, ao WXYZ.

“De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, três crianças morrem todos os dias como resultado de afogamento. De fato, o afogamento mata mais crianças de um a quatro anos do que qualquer outra coisa, exceto defeitos congênitos. Felizmente, os pais podem desempenhar um papel fundamental na proteção dos filhos de se afogarem. O Departamento de Polícia de Livonia gostaria de lembrá-lo de sempre monitorar crianças na água”, escreveram.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: reprodução / AFP

Durante cerimônia de formatura, integrantes de forças especiais curdas que combatem o Estado Islâmico, mostraram que o treinamento testa os seus limites. Os agentes – incluindo algumas poucas mulheres – comeram cobras e coelhos vivos para demonstrar que são capazes de sobreviver em condições bastante adversas.

A cerimônia ocorreu em Soran, a cerca de 90km de Erbil, a capital curda.

O grupamento de elite é chamado de Peshmerga. Ele atua no norte do Iraque desde 2014. É um dos poucos que usam mulheres na linha de frente de combate.

 

Fonte: ibahia

Foto: Whuan Children’s Hospital/Weibo

Um bebê chinês foi diagnosticado com coronavírus 30 horas depois de nascer em um hospital de Wuhan.

A mãe do bebê estava infectada pelo vírus e deve ter passado para a criança, de acordo com os médicos. A mulher já tinha sido diagnosticada antes de entrar em trabalho de parto.

A suspeita de coronavírus só foi levantada depois que o bebê passou a apresentar problemas respiratórios.

“Precisamos prestar a atenção no novo potencial do coronavírus: a transmissão vertical de mães para bebês”, disse Zeng Lingkong, médico chefe do Departamento de Medicina Neonatal do hospital, de acordo com informações do Daily.

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: Gov Cn

A China informa que o novo coronavírus já infectou mais de 20 mil pessoas e causou mais de 400 mortes.

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou 3.235 novos pacientes nesta terça-feira (4), elevando o número total para 20.438. O número de mortes causadas pelo vírus subiu para 425, depois de mais 64 pacientes terem morrido na província de Hubei, local que mais sofre com a epidemia.

Um hospital construído às pressas em Hubei deu início ao tratamento de pacientes nessa segunda-feira (3). A unidade tem capacidade para aproximadamente 1.000 leitos, mas somente ontem o número de pacientes na província havia aumentado em mais de 2 mil.

O sistema médico da China está seriamente sobrecarregado com a expansão da epidemia.

 

Coronavírus fora da China

Fora da China continental, 185 infecções pelo novo coronavírus foram confirmadas em 26 países e territórios.

Há 20 casos confirmados no Japão; 19 na Tailândia; 18 em Cingapura; 15 na Coreia do Sul; 15 em Hong Kong; 12 na Austrália e 11 nos Estados Unidos.

Taiwan e Alemanha têm 10 casos cada; Macau, 9; Malásia e Vietnã, 8 cada; França, 6; Emirados Árabes Unidos, 5, e Índia, 3.

O Canadá, a Itália, o Reino Unido, a Rússia e as Filipinas têm dois casos cada, ao passo que o Nepal, Camboja, Sri Lanka, a Finlândia, Suécia e Espanha têm um caso cada.


Hong Kong

O governo de Hong Kong registrou a primeira morte em consequência do novo coronavírus. Segundo o governo, um homem de 39 anos que havia contraído o vírus morreu hoje no país.

Esta é a segunda morte causada pelo vírus fora da China continental. O primeiro caso foi registrado nas Filipinas.


Estudos

Pesquisadores da China descobriram que o novo tipo de coronavírus contagia seres humanos por meio de um receptor celular idêntico ao do coronavírus que causou a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) no país há 17 anos.

Na Academia Chinesa de Ciências, cientistas infectaram morcegos e outros animais com o novo tipo de coronavírus, obtidos de sete pacientes na cidade de Wuhan, província de Hubei. A descoberta foi anunciada nesta segunda-feira (3) no periódico científico britânico Nature.

A equipe descobriu que os receptores para o novo coronavírus na superfície de células humanas são os mesmo utilizados pelo coronavírus causador da SARS (sigla em inglês).

Segundo os pesquisadores, a descoberta sugere que drogas e vacinas criadas para a SARS poderiam ser utilizadas para tratar pacientes de coronavírus e para controlar o surto.

A equipe descobriu também que a sequência do genoma do novo tipo de coronavírus é 96% idêntica a um coronavírus encontrado anteriormente em morcegos, e 79,5% idêntica ao genoma do vírus da SARS.

Eles disseram que vão continuar tentando entender o ciclo do contágio para descobrir se a força de infecção do vírus muda quando ele é transmitido entre seres humanos.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Foto : Reprodução

A história de Lauren Walls, do Reino Unido, é digna de filme de cinema. Ao jornal britânico Mirror, ela revelou que sua mãe a traiu com o seu marido durante a viagem de lua de mel e teve um filho com ele. O marido ainda a abandonou e casou com a mãe dela.

Lauren contou que ela e Paul White estavam juntos há dois anos quando tiveram uma filha. Cinco meses depois, em agosto de 2004, eles se casaram com a ajuda de Julie, mãe de Lauren, que pagou o casamento. Agradecidos, eles convidaram a mulher para viajar juntos na lua de mel. Cerca de dois meses depois, Paul saiu de casa.

A revelação da traição aconteceu depois que a irmã de Lauren viu mensagens suspeitas do cunhado no celular da mãe. Primeiro, a mulher negou, mas Paul acabou reconhecendo a traição e se separando da esposa, deixando-a com um bebê de 7 meses.

Dias depois, Julie e Paul já estavam morando juntos e, semanas após o término, a mulher percebeu que a mãe estava grávida. De acordo com Lauren, ela nunca conseguiu perdoar a mãe de verdade.

A mulher conta que, embora tenha se casado e tido outros filhos, tem problemas para se relacionar por conta do trauma.

A mãe de Lauren explicou que não foi um caso, já que hoje eles são casados. Já Paul se recusa a comentar a história.

 

Fonte: BNews

Foto: Reprodução / Instagram

O corpo do jogador Eric Birighitti foi encontrado sendo devorado por tubarões na costa australiana, na última quarta-feira (08).

Ele estava desaparecido desde o dia 2 de janeiro, quando estava na praia de Twilight, na Austrália, e foi levado pela correnteza ao fundo do mar. Amigos tentaram salvá-lo, mas sem sucesso.

Na quarta, testemunhas avistaram o corpo do jogador sendo devorado por tubarões e chamaram as autoridades, que realizaram o resgate.

Eric havia se transferido recentemente para o St. Thomas Aquinas, de Nova York. Antes, ele jogava pelo Hastings College, no Nebraska. Com a equipe, conquistou o título nacional em 2016.

 

Fonte: Bahia.ba

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Loteamento Paraguassu Residence - Cabaceiras do Paraguaçu
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Áudio que circula nas redes sociais diz que a Barragem Pedra do Cavalo não está segura; Votorantim Energia desmente.
Um áudio que vem circulando nas redes sociais vem preocupando os moradores da região. Segundo uma mulher, que não teve a identidade revelada, a UHE Pedra do Cavalo está toda estralada.