Esportes - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Sexta , 24 de Novembro de 2017
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Esportes

 De olho na última rodada das eliminatórias para a Copa do Mundo, onde encara o Chile, na próxima terça-feira (10), a seleção brasileira treinou neste domingo (08) no local do confronto, o Allianz Parque, estádio do Palmeiras. O técnico Tite promoveu duas mudanças já previstas na escalação da equipe, que está classificada para o mundial de 2018 na Rússia.

O goleiro Ederson será testado no confronto com os chilenos e entra no lugar de Alisson, enquanto Marquinhos volta a assumir posição na defesa central. O time que vem sendo testado e deve ir a campo contra o Chile é o seguinte: Ederson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro, Coutinho, Paulinho e Renato Augusto; Neymar e Gabriel Jesus.

Um ar de angústia paira sobre Buenos Aires – a Argentina, campeã do mundo em 1978 e 1986 e vice no Brasil em 2014, vive o seu drama particular para se classificar para a Copa de 2018, que será na Rússia. Esse sentimento se espalha entre os portenhos. Na capital do país, a ansiedade é latente e o silêncio é tão espesso quanto a ausência de gols de um time sem empatia com seu povo.

Sexta colocada nas Eliminatórias Sul-Americanas, a seleção do técnico Jorge Sampaoli precisa vencer o Equador, em Quito, nesta terça-feira, para se garantir ao menos na repescagem contra a Nova Zelândia. “Há um desânimo grande com a equipe devido às péssimas atuações. O ponto de inflexão foi a Copa Centenário ano passado”, disse o torcedor argentino Fabián Quintá, de 54 anos.

Nos últimos anos, a seleção de Lionel Messi chegou perto de colocar fim ao incômodo jejum de títulos que dura desde a Copa América de 1993, mas a sequência mostrou três fatídicas derrotas em finais – Copa do Mundo de 2014, Copa América em 2015 e Copa América Centenário em 2016.

Os argentinos costumam lotar cafés e bares durante os jogos do time. Isso tornou-se exíguo nos últimos confrontos. Na última quinta-feira, contra o Peru, os sempre lotados bares da rua Reconquista, ponto de aglomeração do centro de Buenos Aires, tinham poucas pessoas. Para a partida decisiva, contra o Equador, não há previsão de nenhum evento público com telões. “O torcedor não se identifica com esta seleção, que não conta com a personalidade guerreira dos argentinos”, afirmou Fabián Quintá.

A prefeitura de Buenos Aires chegou a cogitar a colocação de telões para os dois últimos jogos, mas a má fase da equipe fez com que a medida fosse revista. O medo foi de, em caso de derrota, repetição das cenas de violência e vandalismo dos argentinos nas imediações do Obelisco após a derrota na decisão da Copa do Mundo de 2014 contra a Alemanha.

No restaurante Rincón Ecuatoriano, a proprietária Freda Montaño, de 67 anos, se prepara-se para receber os torcedores nesta terça-feira. Esta equatoriana de Esmeraldas, há 25 anos em Buenos Aires, no entanto, não acredita que o público compareça como em outros anos. “Não vejo os argentinos como em outros anos. Numa situação como essa, eles estariam com raiva ou chorando com esses resultados, mas agora os vejo serenos”, comparou. “É como se estivessem anestesiados. Não demonstram idolatria nem admiração pela seleção”.

Mesmo com angústia, o argentino não vai desistir de sua seleção. “Vamos ganhar e vamos nos classificar”, disse Fabián Quintá. “Mas depois será preciso fazer aqui um trabalho como vocês fizeram no Brasil, de mudar a mentalidade dos jogadores para jogarmos de outra maneira”, apontou o torcedor argentino.

Fonte: Estadão

 

 

 No final da tarde desta quinta-feira (05), Bolívia e Brasil não saíram de um empate por 0 a 0 em partida válida pela 17ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia. Com o resultado, a seleção canarinho, que já estava garantida no Mundial de 2018, chegou aos 38 pontos e segue na liderança isolada da competição.

O primeiro tempo começou ameno, mas pouco a pouco o Brasil foi dominando o adversário e criando boas oportunidades de abrir o placar. Porém, o time de Tite esbarrou muitas vezes no goleiro Carlos Lampe, que praticou grandes defesas. Os donos da casa arriscaram mais de fora da área, e inclusive acertaram o travessão do goleiro Alisson.

No segundo tempo a história se repetiu. O Brasil seguiu criando muitas oportunidades, com Neymar, Willian e Gabriel Jesus, mas parou no inspirado goleiro boliviano. Dessa forma, a partida terminou empatada por 0 a 0 e a Seleção chegou ao seu segundo empate nas Eliminatórias sob o comando de Tite.

FICHA TÉCNICA
Bolívia x Brasil – 17ª Rodada das Eliminatórias para a Copa de 2018
Data e Horário: Quinta-feira, 05 de outubro, às 17h
Local: Estádio Hernando Siles – Bolívia
Arbitro: Fernando Rapallini-ARG
Auxiliares: Diego Bonfá-ARG e Gabriel Chade-ARG
Cartões Amarelos: Valverde (Bolívia)

Bolívia
Carlos Lampe; Diego Bejarano, Valverde, Raldés, Luis Gutiérrez e Leonal Morales, Justiniano (Raúl Castro), Christian Machado e Juan Arce (Saucedo); Eduardo Fierro (Gilbért Álvarez) e Marcelo Moreno.
Técnico: Diego Soria

Brasil
Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva (Marquinhos), Miranda e Alex Sandro; Casemiro; Paulinho (Fernandinho), Renato Augusto, Philippe Coutinho (Willian) e Neymar; Gabriel Jesus.
Técnico: Tite

 

 As poucas palavras ditas pelo treinador Paulo César Carpegiani à reportagem do Aratu Online no início da manhã desta quarta-feira (4/10) já era um indício. “Não recebi nenhum contato (da Diretoria do Bahia)”, desconversava o gaúcho de 68 anos.

Poucos horas depois da frase, o treinador disse ‘sim’ ao Tricolor de Aço. O experiente treinador  chega ao clube com uma árdua missão. O time ocupa a décima terceira posição do certame nacional, soma atuais 31 pontos. Está apenas a um mísero ponto da temida zona de rebaixamento. Se não bastasse, o Bahia vai encarar nas próximas rodadas nada menos que o Palmeiras (4º), Corinthians (1º), Flamengo (7º) e Vitória (11º), respectivamente.

Extraoficialmente, fala-se que o treinador desembarca em Salvador no máximo até esta quinta-feira (5/10). O Coritiba foi seu último trabalho este ano.  Depois de apenas seis jogos disputados nesta temporada, o treinador  não conseguiu fazer o time coxa-branca jogar bem e, a eliminação na segunda fase da Copa do Brasil para o ASA, em pleno Couto Pereira, culminou com sua saída do time paranaense.

Fonte:Aratu Online

 O mistério persiste. Poucas horas após a demissão de Preto Casagrande, a diretoria do Bahia se mantém em silêncio quanto ao futuro sobre o novo treinador do clube. Apesar de ter sido especulado ao posto, Milton Mendes, que recentemente estava no Vasco e foi  campeão pernambucano e da Copa do Nordeste no Santa Cruz em 2016, já teve seu nome descartado.

Pelo menos foi o que assessoria do treinador informou:  “Milton Mendes já avisou que só trabalhará em 2018. Amanhã (nesta quarta-feira 4/10) vai pra Portugal. Portanto, não é verdade esta informação (vinda para o Bahia)”.

Outro nome levantado pela imprensa baiana  é a de Paulo César Carpegiani. O Aratu Online esteve em contato com o o gaúcho, de 68 anos, na manhã desta quarta-feira (4/10). Questionado sobre um possível contato com a diretoria do Bahia, o técnico foi econômico nas palavras .

“Bom dia, não teve nenhum contato. Estou no sul do país”, disse Carpegiane, que fez no Curitiba seu último trabalho este ano.  Depois de apenas seis jogos disputados nesta temporada, o treinador  não conseguiu fazer o time coxa-branca jogar bem e, a eliminação na segunda fase da Copa do Brasil para o ASA, em pleno Couto Pereira, culminou com sua saída do time paranaense.

Outros dois nomes também foram levantados: Argel Fucks (ex-Vitória) e Cristóvão Borges (ex-Corinthians). Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação do Bahia foi enfática. “Só iremos falar sobre treinador, quando o nome do mesmo estiver definido. O próximo jogo do Bahia será no dia 12 (Palmeiras), até lá já teremos um novo técnico”.

 

 O Esporte Clube Vitória foi apontado pela edição mexicana da revista Forbes como o time mais valioso da região Norte do Brasil, de acordo com o ranking dos clubes de futebol mais valiosos da América. Na publicação, o Leão é um dos 11 times que aparecem na lista, divulgada no último sábado (29).

No ranking feito pela revista, o Rubro-Negro aparece na 39ª posição, avaliado em 50,4 milhões de dólares (cerca de 158 milhões de reais) e como 10º na colocação entre os clubes brasileiros. Além do Vitória, também são listados o Corinthians (em 1º lugar da América); Grêmio (2º); São Paulo (13º); Flamengo (17º); Atlético Mineiro (20º); Cruzeiro (21º); Santos (23º); Fluminense (28º); Vasco da Gama (30º); e o Sport (45º).

O ranking da Forbes leva em consideração três critérios: o valor dos atletas que pertencem ao clube, o custo do estádio (se for particular) e o valor da marca.
 

 Se em casa o Vitória carrega a marca de pior mandante da Série A, longe de Salvador o Rubro-Negro segue brilhando e impressionando o país. Neste domingo (1º), o time baiano fez mais uma vítima, desta vez o Botafogo, no Nilton Santos.

Após sair na frente e levar a virada, o Leão conseguiu virar novamente e, com um gol no último minuto vencer o Alvinegro por 3 a 2. David, André Lima e Danilinho, aos 49 minutos do segundo tempo marcaram os gols do triunfo. 

Com o resultado, o Vitória deu um salto na tabela, foi aos 32 pontos e assumiu a 10ª colocação da Série A, a dois pontos da zona de rebaixamento. Agora, os comandados de Vagner Mancini voltam a campo no dia 12 de outubro, com o compromisso de reescrever sua história como mandante e conseguir a vitória sobre o Sport, no Barradão.

 

Fonte: Galáticos Online.

 O Bahia decepcionou o seu torcedor que compareceu na Arena Fonte Nova, na tarde deste sábado (30), em Salvador. O Esquadrão de Aço ficou no empate de 1 a 1 com Coritiba, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Zé Rafael abriu o placar para os donos da casa no primeiro tempo, enquanto que o atacante Rildo igualou para os visitantes na etapa final. 


Com o empate, o Bahia chegou aos 31 pontos e subiu, provisoriamente, para a 11ª colocação na tabela classificatória do Brasileirão. Enquanto que o Coritiba, continua afundado na zona de rebaixamento na 19ª posição. Após a conclusão da rodada nesta segunda-feira (2), o Brasileirão dará uma pausa. 

O próximo compromisso do Bahia será no dia 12 de outubro, uma quinta-feira, para enfrentar o Palmeiras, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, às 21h. Já o Coritiba, entra em campo na véspera, também na capital paulista, para encarar o líder Corinthians, no Itaquerão, às 21h. 

Bahia Notícias.

 Uma notícia inesperada causou comoção entre os torcedores do Botafogo antes do duelo com o Vitória, neste domingo (1º), no Nilton Santos. Artilheiro do Alvinegro, Roger teve detectado um tumor renal.

O atacante será submetido a uma cirurgia nos próximos dias, para saber a gravidade. O atleta fará uma biópsia, que determinará se o tumor é maligno ou benigno.

Devido ao problema, Roger não atuará mais em 2017. Ele tem contrato com o time carioca até o final do ano, mas tem a renovação encaminhada com a diretoria.

Aos 33 anos, Roger acumula passagens por diversos clubes do exterior e do Brasil, entre eles Bahia e Vitória.

 Eder calçou chuteiras e até pintou no gramado da Fonte Nova, mas não chegou a tocar na bola. Antes do aquecimento começar, ele foi chamado para uma avaliação médica e acabou poupado do treinamento desta sexta-feira (29), realizado no palco da partida contra o Coritiba, sábado (30), às 16h. Como Eduardo está suspenso, o zagueiro seria improvisado na lateral direita, mas virou dúvida porque está gripado.

Eder já não tinha treinado na quinta-feira (28), como revelou o técnico Preto Casagrande durante entrevista coletiva. “Eder não treinou ontem, teve uma virose, então a escalação da lateral direita está indefinida. Ninguém tem as características de Eduardo, então quem entrar vai buscar jogar com suas características”, afirmou o treinador.

Caso Eder não possa jogar, um outro zagueiro também revelado no Fazendão pode ser escalado para sua segunda partida como profissional. Everson tem 20 anos e passou a treinar com o elenco principal quando Preto assumiu o time. Ele tem 1,87m, passagem pela seleção brasileira de base e seu único jogo como profissional foi pela Copa do Nordeste de 2016, contra a Juazeirense, em Petrolina (PE), no dia 9 de março. Na ocasião, o Bahia jogou com a equipe sub-20 enquanto o elenco principal foi escalado para enfrentar o Galícia no mesmo dia, pelo Campeonato Baiano.

Entrevistas
Governador Mangabeira: Programa ‘Prefeitura em Movimento’ ganha destaque e coloca município como referência de gestão pública
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Marcia escreveu para Midiareconcavo
"Parabens ao melhor de todos os sites da regiao. Eu ja estava com saudades da informação de todos os lugares em primeira mao."
simone escreveu para planejar concursos
"Bom dia, gostaria de uma justificativa da empresa pois, estou tentando a horas realizar minha inscrição no concurso e até o momento não obtive êxito, o que está ocorrendo com o site. Agradeço desde de já."
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.