Esportes - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Sábado , 18 de Novembro de 2017
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Esportes

O Instituto FUTSocial vai oferecer no dia 10 de dezembro de 2017 o “Fórum ESPORTIVO 17- Potencial esportivo do Recôncavo Baiano: desafios e possibilidades”, no Colégio Viana, às 07:30h, em Governador Mangabeira-Ba.

O evento é uma junção de todas as modalidades esportivas para discutir as demandas necessárias às melhorias do esporte. Levantando problemáticas a partir de palestras, debates, mesas temáticas, atividades culturais, estatísticas municipais (com o prefeito da cidade) e premiações para os destaques de cada categoria.
 
Os palestrantes desse ano será Janio Roque B. de Castro (Prof. Titular da UNEB, Doutor em Arquitetura e Urbanismo), Fabrício Sousa Simões (Professor Me. Coordenador do Curso de Educação Física da FAMAM), um terceiro palestrante que ainda será divulgado e líderes do esporte da região serão convidados.
 
A inscrição é gratuita, com direito a certificado online e diversos brindes. Já estão abertas as inscrições e podem ser feita pelo site www.doity.com.br/forumesportivo17
 
 
Faça a sua inscrição, e seja, você também, por um esporte transformador! 

Confira a programação: 
07:00h- Credenciamento 
08:00h- Café da Manhã e o Encontro
 

Informações do Mídia Recôncavo/ Cristhiele Teles

 

 

 A Seleção Brasileira iniciou a preparação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com goleada na primeira partida amistosa após as eliminatórias. O selecionado atropelou o Japão fazendo 3 a 1 no placar, nesta sexta-feira (10), no estádio Pierre Mauroy, na cidade francesa de Lille. Fazendo experiências, o técnico Tite mandou um time misto ao campo. De pênalti, marcado após consulta ao árbitro de vídeo, Neymar abriu o marcador, que foi ampliado por Marcelo e Gabriel Jesus no primeiro tempo. A Seleção caiu um pouco de ritmo no segundo tempo e Makino descontou para os japoneses.

O próximo teste da Seleção, o último deste ano, acontecerá na próxima terça-feira (14), diante da Inglaterra, novamente em partida amistosa. O desafio será em Londres, no lendário Estádio de Wembley, às 17h no relógio baiano. O JOGO A primeira ação do Brasil no jogo aconteceu logo aos três minutos de bola rolando. O lateral Marcelo descolou um bom lançamento e Neymar matou a bola lindamente. O atacante avançou em diagonal e abriu com Giuliano na direita. O meia do Fenerbahçe dominou, mas foi travado na hora da finalização. Por causa de um lance na cobrança de escanteio, cinco minutos depois, o juiz principal recorreu ao árbitro de vídeo. Ao rever as imagens, notou que Fernandinho foi puxado por Yoshida dentro da área e assinalou o pênalti, além de amarelar o jogador nipônico. Neymar cobrou no canto esquerdo goleiro Kawashima e abriu o placar.

A Seleção Brasileira seguiu tocando a bola e imprimindo velocidade nos contra-ataques. De pé em pé a bola chegou na grande área, Gabriel Jesus tentou dominar e o árbitro viu o camisa 9 ser derrubado, aos 15. Neymar foi para a cobrança, mudou o lado, mas bateu mal e o goleiro conseguiu fazer a defesa com a ponta dos dedos. No ataque seguinte, aos 17, o Brasil chegou ao segundo gol. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou limpa na entrada da área e o canhoto Marcelo acertou um petardo com o pé direito estufando as redes japonesas. O Japão levou perigo à meta de Alisson aos 29 minutos. Yoshida cobrou bem a falta e acertou a forquilha da trave direita do arqueiro brasileiro. O terceiro gol brasileiro foi anotado por Gabriel Jesus aos 35, de dentro da pequena área. Willian recebeu a bola na direita e abriu com Danilo. O lateral bateu cruzado e o camisa 9, com apenas um toque, cumprimentou Kawashima.

Aos 43 minutos, Neymar tabelou com Gabriel Jesus e recebeu na frente. O atacante invadiu a área e ficou cara a cara com Kawashina, mas finalizou para fora. No entanto, o bandeira já havia anulado a jogada sinalizando um impedimento do camisa 10. Segundo Tempo Como é uma fase de testes, o Brasil voltou com Cássio no lugar de Alisson para o segundo tempo. E o primeiro trabalho do goleiro do Corinthians já foi logo aos três minutos ao desviar uma bola para escanteio. Ao tentar fazer firulas no campo brasileiro, Neymar perdeu a bola. Asano, que também entrou também no jogo na volta do intervalo, avançou e chutou para o gol. O Japão chegou novamente ao ataque quatro minutos depois, no entanto a jogada foi paralisada pelo árbitro que viu o bandeira assinalando impedimento. Aos oito, Haraguchi recebeu cartão amarelo por simular um pênalti. Na sequência, o árbitro voltou a recorrer ao vídeo, para rever uma disputa de bola envolvendo Neymar. Após a consulta, Benoit Bastien amarelou o craque brasileiro.

O Japão diminuiu a desvantagem aos 17 minutos com Makino. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Jemerson ficou parado e o defensor japonês subiu sozinho balançando as redes de Cássio. Aos 34 minutos, Douglas Costas desceu pela esquerda e fez o cruzamento, mas o ataque brasileiro não conseguiu chegar a tempo para a conclusão e a bola saiu pela linha de fundo. Os japoneses tiveram um gol anulado no minuto 42. Em bola levantada na área do Brasil, Sugimoto subiu e marcou de cabeça. Mas o assistente assinalou o impedimento na jogada e o árbitro inavlidou o lance.

FICHA TÉCNICA Brasil 3×1 Japão Amistoso internacional Local: Estádio Pierre Mauroy, em Lille (FRA) Data: 10/11/2017 Horário: 9h (Horário da Bahia) Árbitro: Benoit Bastien (FRA) Assistentes: Hicham Zakrani e Frédéric Haquette (todos da França) Cartões amarelos: Neymar (Brasil ) / Yoshida, Haraguchi, Ideguchi, Sakai (Japão) Gols: Neymar, Marcelo, Gabriel Jesus (Brasil) / Makino (Japão)

Brasil: Alisson (Cássio); Danilo, Thiago Silva, Jemerson e Marcelo (Alex Sandro); Casemiro; Fernandinho e Giuliano (Renato Augusto); Willian (Taison) e Neymar (Douglas Costa) e Gabriel Jesus (Diego Souza). Técnico: Tite.

Japão: Kawashima; Hiroki Sakai, Yoshida, Makino e Nagatomo; Hasebe (Morioka), Yamaguchi e Ideguchi; Osako (Sugimoto), Haraguchi (Inui) e Kubo (Asano). Técnico: Vahid Halilhodzic.

Fonte:Bahia Noticias

 

 

 Eurico Miranda, atual presidente do Vasco da Gama, venceu a eleição nas urnas, mas ainda não foi considerada reeleito. Após disputar as eleições contra Júlio Brant, a chapa de Eurico recebeu 2.111 votos e o grupo de Brant teve 1.975, contra 421 de Horta, antes da filiação. A eleição ainda contou em três votos brancos e outros três anulados.

No entanto, a perícia de urna com 475 votos será analisada pela Justiça de forma separada. O motivo é a suspeita de alto número de adesão de sócios entre os meses de novembro e dezembro de 2015, último período para conseguir votar nessas eleições. Sem contar os votos desta urna em questão, Eurico perderia a eleição para Brant. O candidato da oposição teria 1.935 votos contra 1.683 de Eurico.

Cerca de 4 mil pessoas participaram da votação para a nova presidência do Vasco.

Foto: Felipe Santana / EC Bahia

 O Bahia voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Dentro da Ressacada, o Esquadrão de Aço saiu perdendo para o Avaí na noite desta quarta-feira (8), mas conseguiu a virada com o faro de gol do atacante Edigar Junio, que marcou duas vezes e decretou o placar em 2 a 1, em duelo válido pela 33ª rodada da competição.

A virada praticamente garante o Esquadrão na Série A, com 45 pontos conquistados. O Bahia volta a jogar no próximo domingo (12), contra o Atlético-MG, na Arena Fonte Nova.

 

O JOGO

No início do jogo, o Avaí quase chegou ao primeiro gol. Com dois minutos, após uma fraca cabeçada de Thiago Martins em direção ao goleiro Jean, Júnior Dutra ficou com a bola, mas finalizou sem força e facilitou a vida do arqueiro tricolor.

O time da casa voltou a chegar com força dois minutos depois. Avançando pelo lado direito, Júnior Dutra cruzou e Eduardo interceptou antes que um jogador alviceleste completasse para o gol. Aos cinco, o mesmo atacante do Avaí recebeu a bola na área, girou sobre a marcação e bateu para defesa de Jean.

De falta, Marquinhos marca para o Avaí

Depois de toda a pressão, o Avaí chegou ao gol. Aos 17 minutos, o volante Marquinhos cobrou falta, a bola quicou antes de chegar ao seu destino e traiu o goleiro Jean.

Edigar Junio empata

Apesar de não pressionar tanto, o Bahia conseguiu chegar ao empate. Aos 32, Juninho bateu falta e a bola bateu nas duas traves. Na sequência, Renê Júnior tocou para o gol e Betão cortou. Na sobra, Edigar Junio chegou batendo com força.

Aos 44, dentro da área do Bahia, Júnior Dutra tocou para Rômulo, que finalizou em cima da defesa do Esquadrão.

 

Segundo tempo

Mais disposto para o ataque, o Bahia começou o segundo tempo assustando. Eduardo cruzou para a área e o atacante Edigar Junio tentou surprener Alemão e alcançar a bola, mas o zagueiro conseguiu afastar. Aos seis minutos, Juninho cobrou falta na área, Edigar cabeceou e Douglas espalmou.

 

Douglas evita gol do Bahia

Aos 12 minutos, Thiago Martins deu grande passe para Mendoza, que driblou Alemão e finalizou para grande defesa de Douglas.

O Avaí respondeu. Aos 17, Marquinhos recebeu bola dentro da grande área e tentou driblar Jean, mas o goleiro conseguiu ficar com a bola. Na sequência, Rômulo foi acionado em um lançamento e bateu forte, por cima do gol. Com 21, João Paulo aproveitou sobra do escanteio e bateu por cima da meta.

Edigar Junio faz o gol da virada

 

E o Bahia conseguiu virar a partida. Aos 33 minutos, Allione recebeu passe de Mendoza, passou por Alemão dentro da área e tocou para Edigar Junio, que só teve o trabalho de empurrar para o gol com a perna esquerda.

Com a necessidade de um bom resultado, o Avaí partiu para cima do Bahia. Aos 35, Junior Dutra recebeu cruzamento na área e cabeceou por cima da meta.

Antes do fim do jogo, o Avaí ainda tentou o empate em uma cobrança de falta, mas o lateral João Paulo mandou a bola na barreira.

FICHA TÉCNICA

Avaí 1 x 2 Bahia

Campeonato Brasileiro – 33ª rodada

Local: Ressacada, em Florianópolis

Data: 08/11/2017

Horário: 18h30 (Horário da Bahia)

Árbitro: Péricles Bassols Cortez (PE)

Assistentes:  Clóvis Amaral da Silva e Ricardo Bezerra Chianca (ambos de PE)

Assistentes adicionais: José Woshington da Silva e Deborah Cecilia Correia  (ambos de PE)

Cartões amarelos: Pedro Castro, Rômulo (Avaí) / Allione, Juninho Capixaba (Bahia)

Gols: Marquinhos (Avaí) / Edigar Junio (duas vezes) (Bahia)

 

Avaí: Douglas; Maicon (Diego Tavares); Betão, Fagner Alemão e João Paulo; Judson, Pedro Castro e Marquinhos (Simião); Luanzinho (Maurinho), Junior Dutra e Rômulo. Técnico: Claudinei Oliveira.

 

 

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior (Feijão); Allione, Juninho, Zé Rafael e Mendoza (Régis); Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani

Foto: Reprodução

 O Vitória venceu o Palmeiras por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (8/11) e espantou a ‘zica’ do Barradão. O Leão não vencia em casa há mais de três e ontem terminou com esse jejum. Foi uma boa partida da equipe rubro-negra, mas a guerra ainda não acabou. Com o resultado, o Vitória sai da zona de rebaixamento e luta, nas próximas cinco partidas finais, pela permanência na série A do Brasileirão.

Antes mesmo do início do jogo, o Barradão já tinha um clima positivo. A torcida não escondia a fé e empurrava o time antes mesmo de o Leão entrar em campo, com os tradicionais gritos de guerra da arquibancada. Porém, no momento de qualquer palavra de ordem sobre o Barradão, o grito saía tímido, pelo menos até os 5 minutos de jogo. Após bela jogada de David, Yago estufou a rede e tirou o primeiro grito de gol da garganta da torcida. O Vitória, de fato, estava jogando em casa. Dominando todos os setores, o segundo gol não demorou para sair. Aos 14 minutos, Tréllez ampliou.

O Vitória continuou bem no embate, mas o Palmeiras acabou diminuindo. Tensão? Não. A torcida não parava de gritar, empurrando o time. O resultado foi o terceiro gol, novamente com Yago, aos 39 minutos. No segundo tempo, o Leão passou a cadenciar a partida e quase Tréllez faz o quarto, de cabeça.

Porém, o juiz acabou expulsando Correia, ainda na metade da última etapa. Mancini fez as mudanças necessárias e, mesmo sem a maior parte da posse de bola, o Vitória soube segurar bem o Palmeiras e manteve o placar, desenhado ainda no primeiro tempo.

Para o jogo diante do Grêmio, no próximo domingo (12/11), o Leão não poderá contar com Correia e Yago, suspensos, além de Wallace, mas terá o retorno do atacante Neilton. O elenco se reapresenta nesta sexta, à tarde.

FICHA TÉCNICA

Vitória 3×1 Palmeiras (Série A / 33ª rodada)

Local: Barradão, em Salvador

Data: 08/11/2017

Árbitro: Dewson Fernando Freitas, auxiliado Hélcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra (trio paraense)

Cartões amarelos: Yago e Renê Santos

Cartão vermelho: Uillian Correia

Gols: Yago (2) e Tréllez (Vitória); Dudu (Palmeiras)

Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Wallace e Geferson, José Welison (Carlos Eduardo), Fillipe Soutto (Ramon), Uillian Correia e Yago (Renê Santos); David e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.

Palmeiras: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Bruno Henrique (Fernando), Tchê Tchê e Moisés; Keno (Guerra), Dudu e Erik (Roger Guedes) . Técnico: Alberto Valentim.

 

Foto: Reprodução

Controlar a ansiedade. Essa é a receita indicada pelo volante do Vitória, Uillian Correia, que retorna ao time após cumprir suspensão (3 cartões amarelos), para o Leão conseguir um resultado favorável diante do Palmeiras, nesta quarta-feira (9/11), às 20h45 (Horário em Salvador), no Barradão. O último triunfo em casa foi no primeiro turno, contra a Ponte Preta, dia 2 de agosto.

“A gente tem que lutar contra a ansiedade. Sabemos que a torcida está do nosso lado e sempre nos apoiando. Porque, às vezes, a bola não entra nos 10, 20 primeiros minutos, a gente acaba se afobando um pouco. Ter essa tranquilidade e rodar bem essa bola. A gente fez jogos bons aqui dentro, e um detalhe ou outro tem feito a diferença. Nós não podemos deixar esse detalhe dentro do Barradão fazer a diferença, que é a ansiedade. Essa ansiedade não pode existir mais. Vamos fazer com que o Barradão seja desconfortável para os adversários”, disse o volante que concedeu entrevista coletiva na Sala de Imprensa Jornalista João Borges Bougê, ao final do treinamento desta terça-feira (7/11).

 

Treinamento:

O time treinou, ontem (7/11) pela manhã, e depois iniciou a concentração. Antes de assumir os trabalhos – após o aquecimento comandado pelo preparador físico Lucas Itaberaba -, Mancini reuniu os possíveis titulares, apresentou o plano tático, falou sobre o adversário e começou as atividades.

Nos minutos iniciais, deixou o coletivo correr. Em seguida, passou para a parte tática, primeiro, ajustando a marcação, e depois, o ataque. Trabalhou, ainda, a bola parada com cruzamentos em cobranças de faltas e escanteios.

Finalizadas as atividades em campo, os jogadores foram submetidos a massagem e crioterapia, e seguiram depois para a chácara Vidigal Guimarães, onde estão concentrados.

Caíque Sá treinou normalmente, enquanto Juninho (contusão muscular) e Kieza (trauma no joelho) ficaram em tratamento. O lateral-esquerdo foi relacionado, mas seu aproveitamento está condicionado ao resultado do exame que foi fazer.

 

Confira os relacionados:

Caique e Fernando Miguel;

Geferson, Juninho, Caique Sá e Patric;

Kanu, Alan Costa, Renê Santos, Wallace, Ramon e Bruno;

Uillian Correia, José Welison e Fillipe Soutto;

Yago, Carlos Eduardo e Jhemerson;

André Lima, David, Santiago Tréllez, Rafaelson e Danilinho.

 

ARBITRAGEM:

Árbitro do quadro da FIFA, o paraense Dewson Freitas da Silva vai apitar, este ano, o terceiro jogo do Vitória. Dirigiu os jogos contra o Cruzeiro (0 a 0) no primeiro turno do Brasileiro da Série A, e contra o Vasco (1 a 0 para o rubro-negro) pela Copa do Brasil. Será a sua 12ª partida no Brasileiro.

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA-FIFA)

Assistente 1: Hélcio Araújo (PA-CBF)

Assistente 2: José Ricardo Guimarães Coimbra (PA-CBF)

Quarto Árbitro: Luís Diego Nascimento Lopes (PA-CBF)

Assistente Adicional 1: Andrey da Silva e Silva (PA-CBF)

Assistente Adicional 2: Dionaltan Costa de Araújo (PA-CBF)

A 5ª edição do Cruz Bike Mountain Bike, acontecerá no dia 03 de dezembro, na cidade de Cruz das Almas, no recôncavo baiano. A última etapa do Campeonato Baiano de XCM (Trip trail ou maratona) terá expectativa esse ano de 200 atletas.

A prova terá dois percursos, um de 50 +, um pouco mais que 50 km e outro de 30+, que é o percurso light, porém todos os dois percursos têm níveis de dificuldade para atletas profissionais. Para iniciantes participar dessa prova, precisa-se de preparo físico.

O Cruz bike atende por nove categorias, as Federadas, as Lights A, B e C, e a Light Feminina, para atletas que tem menos experiência. O prêmio corresponde a 5 mil reais em dinheiro, troféus do 1º ao 5º lugar, além de brindes.

A inscrição custa R$ 85, 3º lote R$ 95 e na véspera da prova custará R$ 105 reais. A inscrição pode ser feita pelo site www.cruzbike.net/ ou na Academia DNA Esporte&Saúde. Atletas Federados tem desconto de R$10 reais.

Será um evento realizado pela Academia DNA, na coordenação de Albertonio Gomes, conhecido por Tony de Biquita.

 

Informações do Mídia Recôncavo/ Cristhiele Teles 

 

 

Foto: Mídia Recôncavo

Na noite de ontem (6), no Ginásio de Esportes Professor Reginaldo Fragoso de Cerqueira, na cidade Serrana de Muritiba, no Recôncavo Baiano, foi realizado os dois primeiros jogos das quartas de final da I Copa Muritibana de Futsal Sub 18.

Foram realizadas duas partidas, onde classificou duas equipes para a terceira fase da Competição, a Semifinal que acontecerá no dia (15), no Ginásio de Esportes da cidade de Muritiba.

Segue os resultados de ontem:

Seleção de Cruz das Almas 05X01 Rua Nova FC da cidade de Governador Mangabeira;

Canto 07X04 Bola Cheia da cidade de Cachoeira

Já no dia (11), sábado:

19:00-  Escolinha de Futsal da cidade de Muritiba, contra a Seleção de Cachoeira da cidade de Cachoeira

 20:00- Aecs Futsaj da cidade de Santo Antonio de Jesus, contra a equipe do Amec FC da cidade de Muritiba, onde disputarão as últimas duas vagas para a Semifinal da competição.

A realização da I Copa Muritibana de Futsal Sub 18 é da Associação Futsocial de Muritiba e Gero Vaz Eventos Esportivos e Culturais com apoio da Prefeitura Municipal de Muritiba, Auto Escola Paraguassu, Casa dos Primos, ESAP contabilidade pública, Cizol provedor internet, Casa Esportiva de Muritiba, Açailândia, Barbearia Vieira, Jequitibá Madeireira, Lacpan, Villa Serrana, Magazine JR, Limão Modas, Sampaio Confecções, 4R Distribuidora de Bebidas, Espertinho Vip, Radio Vox, Muritiba FM, Policia Militar, Bombeiros Civil de Muritiba, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Esportes, Tech Arth, Casa Lotérica de Governador Mangabeira, Mercadinho Melhor Preço , Marcos Copiadora, Moderna Publicidade e também do Mídia Recôncavo.

Informações do Mídia Recôncavo/Raul Santos e Cristhiele Teles 

 

Foto: Site do Bahia

O Bahia venceu a Ponte Preta por 2 a 0 em jogo válido pela 32ª rodada do Brasileirão. Com 42 pontos, sete a mais que o 17º colocado, e cinco a menos que o 7º, o Esquadrão volta a jogar já nesta quarta-feira (8/11), às 18h30 (horário de Salvador), contra o Avaí. O duelo será no Estádio da Ressacada, em Santa Catarina.

O jogo

O Tricolor, nos primeiros 20 minutos, encontrou bastante dificuldade para chegar à meta da Ponte Preta. Edigar Junio, em cruzamento fechado, tentou e não obteve sucesso.Aos 22 minutos, após falta cobrada por Allione, o zagueiro Tiago apareceu sozinho, no entanto, a bola passou um pouco acima da cabeça do camisa 3 e saiu.

O gol do Esquadrão saiu aos 26 minutos. Allione carregou pelo centro e encontrou Mendoza, sozinho, entre os zagueiros. O colombiano bateu de chapa e inaugurou o marcador na Fonte Nova.

A vantagem, por muito pouco, não ficou maior. Dois minutos depois, em jogada de Zé Rafael, o atacante Edigar Junio tocou de bico e a bola passou próxima do poste esquerdo de Aranha.

No fim da primeira etapa, aos 41, o volante Renê Júnior cabeceou e Aranha defendeu. Do outro lado, em outra jogada feita por Nino Paraíba, a Ponte Preta teve sua melhor oportunidade. A bola saiu da direita para esquerda, até encontrar os pés de Claudinho, que finalizou para fora.

No intervalo, o treinador Paulo César Carpegiani colocou o volante Juninho no lugar de Vinicius. No primeiro lance, aos 3 minutos, o camisa 5 arriscou de fora e o goleiro Aranha, em dois tempos, segurou. No minuto seguinte, outra oportunidade para o Tricolor de Aço.

Após contra-ataque rápido, Mendoza tocou para Allione, que serviu Zé Rafael. O camisa 18 bateu, a bola pegou na defesa e saiu. No escanteio, a defesa da Ponte Preta cortou errado, Tiago aproveitou e finalizou em cima do goleiro adversário.

Aos 20 minutos, em jogada pela direita, Allione encaixou um belo passe para Edigar Junio. O camisa 11 saiu sozinho, de costas para o gol, e sob pressão do goleiro Aranha. Apesar da marcação, ele conseguiu girar e, na hora do chute, bateu nas mãos do camisa 1 da Ponte Preta.

Quase sempre na velocidade, usando os lados do campo, o Bahia chegou com perigo aos 23 minutos. Juninho Capixaba disparou pela esquerda e rolou para trás, onde Zé Rafael estava e finalizou para outra defesa de Aranha.

Edigar Junio, aos 33, apertou a marcação no campo ofensivo e roubou a bola do zagueiro Rodrigo. Antes da bola sair, ele tocou para trás e achou Zé Rafael, que finalizou e acertou em cheio o zagueiro Yago.

Zé Rafael, aos 47, utilizou o último gás para chegar na grande área e finalizar para fora, após jogada entre Régis e Edigar. O camisa 18, no último lance da partida, acertaria o pé, e com muita categoria. Lançou bonito para Mendoza que, de cabeça, só ajeitou para Edigar Junio. O camisa 11 encheu o pé e sacramentou: Bahia 2 a 0.

Foto: Paulo Fernandes / Vasco.com.br

 O Vitória empatou com o Vasco, em 1 1, neste domingo (5/11), no Maracanã, pela 32ª rodada do Brasileiro da Série A. O rubro-negro sofreu um gol no começo do jogo e depois, encurralou o adversário até fazer seu gol com André Lima marcando nos acréscimos.

Com o resultado, o Vitória chegou a sair do Z-4 nos primeiros minutos após o jogo, porém, o Sport empatou com a Chapecoense, também nos acréscimos, e o rubro-negro baiano subiu duas posições mas permaneceu na parte perigosa da tabela. No entanto, a partida mostrou que o time tem toda condição de continuar na Série A em 2018. O próximo desafio será o Palmeiras, quarta-feira (8/11), às 20h45 (horário em Salvador), no Barradão.

O gol de Breno, aos 9 minutos, escorando, de cabeça, uma falta cobrada por Nenê, obrigou o Vitória a abrir mão de sua principal característica que é o contra-ataque em velocidade, mas não de buscar o ataque, o que foi visível em, pelo menos, 70% do jogo. Depois de sofrer o gol, o rubro-negro passou a atacar com frequência, e, ainda no primeiro tempo, por pouco, não empatou. O goleiro uruguaio Martín Silva fez milagre numa bomba de Juninho de fora da área.

Adiantando a marcação, o Vitória mandou no jogo no segundo tempo, e cresceu com as modificações feitas por Vagner Mancini. Destemido, o treinador trocou um volante, Ramon, pelo atacante André Lima que passou a atuar ao lado do colombiano Santiago Tréllez. O rubro-negro imprimiu uma blitz e o Vasco, acuado, passou a retardar o reinício do jogo, prática punida com cartão amarelo para o goleiro Martín Silva.

Nos minutos finais, Mancini ordenou o avanço de Kanu para ser mais um homem de referência nas bolas alçadas na área, colocando Fillipe Souto – substituiu José Welison – para ser o zagueiro junto com Wallace. De tanto insistir, e também por merecer, o Vitória arrancou o empate com o gol de André Lima, que já tinha desperdiçado um de cabeça.

Contra o Palmeiras, o time terá o desfalque do meia-atacante Neilton, que está com três cartões amarelos.

FICHA TÉCNICA

Vasco 1 x 1 Vitória (Série A / 32ª rodada)

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro

Data: 05/11/2017

Árbitro: Heber Roberto Lopes, auxiliado por Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes (trio catarinense)

Cartões amarelos: Yago, Kanu, Neilton, Juninho (Vitória), Martín Silva, Madson e Luís Fabiano (Vasco)

Gols: Breno (Vasco) e André Lima (Vitória)

Renda: 464.515,00

Público: 12 mil e 990 pagantes

Vasco: Martín Silva; Madson, Breno, Anderson Martins (Paulão) e Henrique (Paulinho); Jean, Wellington, Nenê e Pikachu; Matheus Vital e Luís Fabiano (Andrés Ríos). Técnico: Zé Ricardo

Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon (André Lima), José Welison (Filippe Soutto), Yago e Neilton (Carlos Eduardo); David e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.

 

Entrevistas
Governador Mangabeira: Programa ‘Prefeitura em Movimento’ ganha destaque e coloca município como referência de gestão pública
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Marcia escreveu para Midiareconcavo
"Parabens ao melhor de todos os sites da regiao. Eu ja estava com saudades da informação de todos os lugares em primeira mao."
simone escreveu para planejar concursos
"Bom dia, gostaria de uma justificativa da empresa pois, estou tentando a horas realizar minha inscrição no concurso e até o momento não obtive êxito, o que está ocorrendo com o site. Agradeço desde de já."
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.