Política - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Segunda , 17 de Junho de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Política
Agencia Brasil

 

A Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (21/3), Michel Temer, ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Temer é preso três meses após deixar o poder. É o segundo ex-presidente do Brasil que vai para a cadeia.  Suspeita de recebimento de propina de R$ 1 milhão da Engevix. Desde  a última quarta-feira (20/3), a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.

MARCELO CAMARGO

 De volta ao Brasil após visita aos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro se preparDe volta ao Brasil após visita aos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro se prepara para a segunda viagem internacional neste mês. Ele desembarca em Santiago, no Chile, nesta quinta-feira (21), para participar, ao lado de chefes de Estado de países da América do Sul, da cúpula que pretende marcar a retomada de negociações em torno da integração da região.

A reunião na capital chilena marcará o anúncio oficial do Prosul, projeto idealizado para substituir a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), paralisada há mais de dois anos.

Integram o Prosul Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana.

A proposta idealizada pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, tem formato mais enxuto e é menos onerosa a todos. Os presidentes devem anunciar o aval à nova composição ainda na sexta-feira, após a reunião.

Estrutura - O Prosul não deve manter a atual estrutura da Unasul, ao buscar soluções mais leves para o aparato que hoje inclui uma sede física em Quito, no Equador, além de secretariados e quadro de funcionários.

As nações que compõem o Prosul entenderam que a Unasul, da forma como funcionou desde seu lançamento em 2008, perdeu efeitos práticos, mantendo custos, e passou a disputar decisões sobre temas que já são tratados em outras instâncias, como o Mercosul.

Sem avanços na Unasul na prática, acordos negociados atualmente por meio do Mercosul (bloco que reúne Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, que está suspensa temporariamente) garantiram, por exemplo, a implantação de área de livre comércio entre países do Mercosul e os sul-americanos que integram a Aliança do Pacífico, com exceção do México que ainda mantém restrições sobre algumas áreas.

Diferenciação - O Prosul não deve ter um tratado e não será um organismo, como a Unasul. A ideia é seguir os moldes de um agrupamento de países no formato de um fórum. Para o Brasil, o projeto da integração é fundamental para ampliar as trocas comerciais e atrair investimentos.

Não há expectativa de que o novo formato já seja apresentado neste encontro. A declaração de alto nível deve se limitar à formalização da intenção dos países em torno dessa nova proposta e tende a marcar a oficialização de saídas da antiga estrutura. À medida que os países anunciam que não participam mais da Unasul, pelas regras internacionais, precisam se manter por seis meses no organismo.

 a para a segunda viagem internacional neste mês. Ele desembarca em Santiago, no Chile, nesta quinta-feira (21), para participar, ao lado de chefes de Estado de países da América do Sul, da cúpula que pretende marcar a retomada de negociações em torno da integração da região.

A reunião na capital chilena marcará o anúncio oficial do Prosul, projeto idealizado para substituir a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), paralisada há mais de dois anos.

Integram o Prosul Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana.

A proposta idealizada pelo presidente chileno, Sebastián Piñera, tem formato mais enxuto e é menos onerosa a todos. Os presidentes devem anunciar o aval à nova composição ainda na sexta-feira, após a reunião.

Estrutura - O Prosul não deve manter a atual estrutura da Unasul, ao buscar soluções mais leves para o aparato que hoje inclui uma sede física em Quito, no Equador, além de secretariados e quadro de funcionários.

As nações que compõem o Prosul entenderam que a Unasul, da forma como funcionou desde seu lançamento em 2008, perdeu efeitos práticos, mantendo custos, e passou a disputar decisões sobre temas que já são tratados em outras instâncias, como o Mercosul.

Sem avanços na Unasul na prática, acordos negociados atualmente por meio do Mercosul (bloco que reúne Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, que está suspensa temporariamente) garantiram, por exemplo, a implantação de área de livre comércio entre países do Mercosul e os sul-americanos que integram a Aliança do Pacífico, com exceção do México que ainda mantém restrições sobre algumas áreas.

Diferenciação - O Prosul não deve ter um tratado e não será um organismo, como a Unasul. A ideia é seguir os moldes de um agrupamento de países no formato de um fórum. Para o Brasil, o projeto da integração é fundamental para ampliar as trocas comerciais e atrair investimentos.

Não há expectativa de que o novo formato já seja apresentado neste encontro. A declaração de alto nível deve se limitar à formalização da intenção dos países em torno dessa nova proposta e tende a marcar a oficialização de saídas da antiga estrutura. À medida que os países anunciam que não participam mais da Unasul, pelas regras internacionais, precisam se manter por seis meses no organismo.

 

Diego Oliveira

A prefeita Vera Lúcia da cidade de Maragojipe recebeu a visita do diretor de Operações do Interior da Empresa Baiana de Água e Saneamento – EMBASA, Ubiratan Cardoso, que esteve acompanhado pelo gerente Regional da Unidade de Santo Antônio de Jesus, Gideone Almeida, no Gabinete da Prefeitura, na manhã desta terça-feira (19). O objetivo da visita foi trazer informações sobre as medidas que a Embasa vem tomando para solucionar o problema no fornecimento de água do município.

A construção da adutora provisória que vai captar água do manancial dos Paranhos, que fica localizado nas Embaíbas, zona rural de Maragojipe, será finalizada ainda hoje e fornecerá água para a população pelos próximos 20 dias. A obra tem caráter emergencial e servirá como complementação na distribuição. Além disso, 15 carros-pipas estarão reforçando o abastecimento nos quase 40 reservatórios instalados na sede e nos distritos.

Ainda na reunião, o diretor de Operações do Interior afirmou que a obra de construção da adutora permanente que trará água de Pedra do Cavalo, em Muritiba, para Maragojipe, será iniciada já na próxima segunda-feira (25). Segundo Ubiratan Cardoso, uma parte do material já está armazenado na Estação de Tratamento de Água – ETA de Muritiba e outra parte será trazida de Salvador. A escavação para canalização será iniciada ainda esta semana.

De acordo com a Embasa a obra terá um investimento de R$ 12 milhões com recursos próprios que serão aplicados em 23 quilômetros de tubulação para canalização da água que já chegará na ETA de Maragojipe tratada, pronta para distribuição. “Nesse momento de crise e estiagem atípica, estamos iniciando esta obra que vai resolver de forma definitiva o problema no abastecimento de água da cidade de Maragojipe e dos distritos de Nagé e Coqueiros”, afirma o diretor.

Ubiratan Cardoso ressaltou ainda que com a interligação do sistema de Muritiba ao de Maragojipe, a comunidade rural da Rodagem também será beneficiada e garantiu que, em breve, a Embasa também estará viabilizando o abastecimento da comunidade de Capanema.

A prefeita Vera Lúcia ressaltou que esta obra foi viabilizada através de muitos esforços do município por meio de diversas reuniões com a Embasa e o Governo do Estado. “O Executivo juntamente com o Legislativo Municipal uniram forças para solucionar este problema da falta de água que afetou a população maragojipana e que será resolvido definitivamente a partir de agora”, disse.

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro, que está em Washington, nos Estado Unidos, afirmou que apoia a ideia do mandatário americano Donald Trump de construir um muro na fronteira do país com o México, e que a maioria dos imigrantes não tem boas intenções.

"Nós vemos com bons olhos a construção do muro", afirmou Bolsonaro em entrevista à Fox News, nesta segunda (18). "A maioria dos imigrantes não tem boas intenções."

A declaração de Bolsonaro foi feita no mesmo dia em que o presidente dispensou os cidadãos dos Estados Unidos da necessidade de visto para viajar ao Brasil. A dispensa também vale para os visitantes da Austrália, do Canadá e do Japão.

Neste sábado (16), o filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que acompanha o pai nos EUA, deu declaração polêmica sobre imigrantes. Segundo ele, os brasileiros que vivem ilegalmente no exterior são uma preocupação do governo porque são "uma vergonha" para o país. "O brasileiro que vem pra cá [EUA] de maneira regular é bem-vindo. Brasileiro ilegalmente fora do país é problema do Brasil, é vergonha nossa", declarou.

Sobre a situação da Venezuela, o presidente disse à Fox que o Brasil tomaria rumo parecido se continuasse sendo comandado por governos petistas. Pouco antes da entrevista, durante discurso, Bolsonaro disse que o Brasil conta com o apoio e a capacidade bélica dos Estados Unidos para "libertar o povo" da Venezuela.

Foto: Rodrigo Aguiar/ bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) criticou o armamento da sociedade em postagem no Instagram, na manhã desta terça-feira (19). O petista citou os ataques às mesquitas em Nova Zelândia, que 48 mortos, como exemplo de violência no mundo. “Fico assustado com o ódio enraizado em postagens nas redes sociais. Fico triste e indignado com atos de violência na Holanda, na Nova Zelândia, no Brasil… no mundo. Fico preocupado e sinto pena daqueles que defendem a sociedade armada. Mas, a cada dia, cresce a minha fé em Deus, que me dá forças para acreditar que vale a pena amar o próximo. Vale muito a pena. Eu procuro fazer a minha parte para que o amor vença sempre. Uma sociedade deve ser construída com paz, solidariedade, respeito e amor”, destacou o governador. Bahia Ba

Foto: Reprodução/Facebook

Moradores do Recôncavo baiano foram surpreendids na manhã deste sábado, 16, com a notícia da morte do ex-prefeito do município de Muritiba, Epifânio Marques Sampaio, "Babão". A informação oficial foi confirmada na página do Facebook do seu filho, Danilo de Babão, que é atual gestor do Município. De acordo com informações colhidas pela reportagem do Mídia Recôncavo, Babão, que já governou o município por três mandatos, vinha sofrendo com problemas de saúde há alguns anos, porém nesta madrugada não resistiu e acabou vindo a óbito. A equipe do Mídia Recôncavo se solidariza com a cidade, familiares, correligionários e amigos que sofrem a perda.

Veja o texto públicado nas redes sociais por seu filho Danilo:

"Luto!

Informo a todos que acaba de falecer, meu pai, o ex-prefeito prefeito Babão. Sem mais palavras, a dor neste momento é grande. Agradeço o carinho e amor que todos estiveram com ele ao longo da sua jornada de vida."

Foto: Divulgação

Tema altamente discutido desde as eleições de 2018, as Fake News se tornaram objeto de um Projeto de Lei na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). De autoria do deputado estadual Alan Sanches (DEM), a proposta prevê penalidades administrativas para os indivíduos que divulgarem ou compartilharem informações sabidamente falsas ou incompletas. O texto de autoria do deputado estadual considera como infrator aqueles que elaborarem informações falsas ou incompletas ou colaborarem com esta prática de alguma maneira, conhecendo a finalidade a que se destina.

O PL prevê ainda punição para aqueles que divulgarem ou compartilharem informação falsa ou incompleta em meio impresso, eletrônico, televisivo ou por radiodifusão, sem indicação da fonte primária. Ao justificar a proposta, o democrata lembrou que, apesar de não ser recentes a divulgação de mentiras como notícias verídicas, foi com o advento das redes sociais que esse tipo de publicação popularizou-se. “Para as autoridades, identificar e punir os autores de boatos na rede é uma tarefa muito difícil. No caso do Brasil, a legislação que prevê punição para esse tipo de crime não fala sobre internet, cita apenas rádio e televisão”, observou o democrata, no documento. Fonte: Bahia Noticias

Foto: Bahia Notícias

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), anunciou a exoneração da ex-prefeita de Cardeal da Silva e ex-presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) Maria Quitéria (Avante) da Gerência de Assuntos Estratégicos da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba). “Foi uma decisão que foi regional … O ministro Tarcísio (Gomes de Freitas, Infraestrutura), o governo já determinou a exoneração dessa pessoa; não passou por Brasília. Nós estamos muito atentos a isso”, disse Onyx, sem citar o nome de Quitéria, mas depois confirmando em outro "tuíte". Indicada pelo deputado federal José Rocha (PR), Quitéria é aliada do governador Rui Costa (PT). Nas eleições de 2018, Quitéria fez campanha para Fernando Haddad (PT) – atualmente a ex-prefeita é filiada ao Avante. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Agência Câmara

O ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que abriu mão do mandato e saiu do Brasil depois de receber ameaças de morte, diz que a prisão de acusados do assassinato de Marielle Franco, na terça (12), “mexeu muito” com ele. “Foi um dia dificílimo”, afirma Wyllys, segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha. “O maior impacto foi mostrar que eu estava certo ao sair do país”, declarou o ex-parlamentar, de acordo com a publicação. Ele afirma também que foi “enojante” ver o governador do Rio, Wilson Witzel, dar uma entrevista coletiva sobre a morte da vereadora. Quando era candidato a governador, em 2018, Witzel participou de um ato ao lado de correligionários que quebraram uma placa de rua com o nome dela. “Marielle foi difamada pela mesma rede que o ajudou a se eleger. Ele e Jair Bolsonaro foram beneficiados”, diz Wyllys. Para o ex-deputado, “é preciso entender a trama desse assassinato, é preciso saber se ela está conectada com o resultado das eleições”. Fonte: Bahia.Ba

Foto: © Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro indicou sete parlamentares como vice-líderes do Governo no Congresso Nacional. São eles: os senadores Marcio Bittar (MDB-AC) e Sérgio Petecão (PSD-AC) e os deputados Claudio Cajado (PP-BA), Celso Russomanno (PRB-SP), José Rocha (PR-BA), Marco Feliciano (Pode-SP), Rogério Peninha Mendonça (MDB-SC), Pedro Lupion (DEM-PR) e Bia Kicis (PSL-DF). A formalização das indicações está no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, dia 12. Fonte: Estadão Conteúdo

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.