Política - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Quinta , 21 de Fevereiro de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Política
Foto: Divulgação

O senador eleito Flávio Bolsonaro Flávio mantém empregada em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro não só uma filha de Fabrício Queiroz, Evelyn Melo de Queiroz, mas também a enteada, Evelyn Mayara de Aguiar Gerbatim, que tem salário de R$ 7.549,75, de acordo com a coluna de Guilherme Amado, da revista Época. A mulher do ex-assessor, Márcia Aguiar; a outra filha, Nathália Melo de Queiroz; e o ex-marido da mulher de Queiroz, Márcio da Silva Gerbatim, também já foram lotadas no gabinete. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Reprodução / EBC

O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão (PRTB),  minimizou a situação que envolve o filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, ao declarar que o "único problema" no caso Flávio é o sobrenome que ele carrega. Flávio Bolsonaro foi eleito senador da República nas eleições de 2018 e foi citado em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A entidade identificou movimentações financeiras atípicas, com indícios de lavagem de dinheiro e ocultação de bens, em contas bancárias de servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio. "O único problema do senador Flávio qual é? Sobrenome, né?", disse Mourão, ao ser perguntado sobre o caso. Inicialmente, o presidente em exercício destacou que se distanciaria de comentar as polêmicas envolvendo o parlamentar. "Este assunto, meu amigo, estou fora já dele", disse. Mourão, que é o presidente em exercício em virtude de uma viagem internacional de Jair Bolsonaro, argumentou que os nomes de outros deputados da Assembleia Legislativa do Estado que também são investigados na esfera cível por suspeita de improbidade administrativa e não ganharam repercussão na imprensa. "Há essa repercussão toda pelo sobrenome dele, assim como tem mais outros 25 deputados que são investigados por problemas similares". Fonte: Bahia Notícias

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Em debate no Fórum Econômico Mundial, em Davos, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, rejeitou que o governo Bolsonaro adote uma posição populista na promessa de combate à corrupção e defendeu um pacto empresarial no Brasil contra subornos, segundo O Globo. Durante a discussão, o professor suíço Mark Pieth afirmou sentir um desconforto com governos populistas que sinalizam combate a corrupção e, uma vez eleitos, não fazem nada efetivamente neste sentido. Para exemplificar o raciocínio, o professor citou Silvio Berlusconi, da Itália. A representante da Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio, acrescentou que “populistas tomam a narrativa da corrupção, mas não tem uma agenda real, só o discurso contra a corrupção”. Ao comentar o caso Berlusconi, Moro disse que se tratava de uma situação diferente, porque o italiano sequer respeitava a separação de poderes e estava envolvido em muitos casos de corrupção.

Mais tarde, ao ser perguntado sobre o risco do governo Bolsonaro ser atingido pelas investigações do caso Coaf o ministro declarou: “O governo tem discurso forte contra a corrupção e vem adotando práticas sobre algo que não foi feito em 30 anos no Brasil, que é não vender posições ministeriais na barganha pelo poder. E nomeou pessoas técnicas. O compromisso do governo é forte contra a corrupção”. Ainda sobre as investigações em torno de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, Moro disse: “Não me cabe comentar sobre isso, mas as instituições estão funcionando”. Fonte: bahia.ba

Foto: © Reuters

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), disse que vai usar outras redes sociais após o WhatsApp limitar o reenvio de mensagens para até cinco usuários por vez. "Sério isso? Então vamos para wickr me, signal, telegram...", escreveu ele em sua conta no Twitter a respeito do tema e citando aplicativos concorrentes do WhatsApp. A campanha presidencial de Jair Bolsonaro, com menos recursos do que seus principais adversários, teve como um de seus pilares o uso das redes sociais para disseminação de informações e contato com eleitores. A nova regra imposta pelo WhatsApp, controlado pelo Facebook, é uma tentativa da empresa de combater a disseminação de informações falsas usando seus serviços, tema que começou a ganhar relevância a partir da eleição de Donald Trump, em 2016. A encriptação de ponta a ponta do aplicativo permite que grupos de centenas de usuários troquem textos, fotos e vídeo fora do alcance de checadores de fatos ou mesmo da própria plataforma. O WhatsApp vai lançar uma atualização para ativar o limite a partir desta segunda-feira (21). Ela será enviada primeiro aos usuários de Android (sistema operacional do Google) e, a seguir, para os de iPhone. Fonte: Folhapress

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro continuará no comando da Presidência da República mesmo enquanto estiver se recuperando de uma cirurgia à qual será submetido na próxima semana. Para isso, o governo montará um gabinete especial no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, para viabilizar que ele possa continuar despachando normalmente. O procedimento cirúrgico ao qual o presidente passará na próxima segunda-feira (28) é para retirar a bolsa de colostomia, implantada após o atentado à faca durante a corrida presidencial. Com a estratégia, Bolsonaro impede que seu vice, o general Hamilton Mourão, assuma a Presidência durante sua ausência.

Segundo informações da Folha, o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, disse que Bolsonaro viaja para São Paulo um dia antes da cirurgia, no domingo (27), a fim de realizar exames pré-operatórios. Este é o terceiro procedimento ao qual o presidente é submetido em decorrência da facada sofrida em setembro de 2018, durante ato de campanha. A estimativa é de que o presidente leve cerca de dez dias para se recuperar e deve ficar esse período na capital paulista. Os principais assessores do Palácio do Planalto devem ser deslocados para o gabinete que será montado no hospital. O governo estuda ainda que os ministros que precisarem despachar com o presidente nesse período viagem em um mesmo voo da FAB (Força Aérea Brasileira) para economizar recursos. Fonte: Bahia.Ba

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, decidiu manter a decisão do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, que determinou que seja secreta a eleição que definirá a nova presidência da Câmara dos Deputados, em 1º de fevereiro. Fux analisou um recurso do deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP), que acionou a Corte para que a votação seja aberta, mas teve o pedido negado por Toffoli no último dia 9. Ao entrar com recurso contra a decisão de Toffoli, Kataguiri ressaltou que todos os atos da Câmara "devem passar pelos meios republicanos de controle" e que o voto secreto "afronta princípios e normas constitucionais, motivo pelo qual se faz imperiosa a concessão da segurança pretendida a fim de que o voto seja público". O recurso do deputado federal eleito foi analisado por Fux, que está comandando o plantão do Supremo pelos próximos dias. O STF retoma as atividades na sexta-feira da semana que vem, dia 1º de fevereiro. "A análise dos autos, todavia, revela não mais subsistir o requisito da urgência necessário ao enquadramento da matéria no art. 13, VIII, do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal. Encaminhe-se o processo à Secretaria Judiciária para dar cumprimento às determinações do Ministro Presidente", concluiu Fux. Fonte: Correios

Foto: Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputados

Embora “correto e isento”, o ouvidor agrário nacional Jorge Tadeu Jatobá Correia foi exonerado do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) por ser “ligado ao PT”, afirmou nesta segunda-feira (21) a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, à jornalista Andréia Sadi. O órgão é responsável pela execução da reforma agrária e ordenamento fundiário nacional. “Ele é ligado ao PT; foi indicado ainda no governo deles. Depois ficou no governo Temer”, declarou a ministra. “Mas é correto e isento”, completou. De acordo com a titular da Agricultura, o secretário especial de Assuntos Fundiários da pasta, Luiz Antônio Nabhan Garcia, está trocando profissionais “por gente mais alinhada ao governo Bolsonaro”. Tereza Cristina ainda informou que o presidente do Incra em exercício, Francisco José Nascimento, está “ajudando desde a transição”, mas também será substituído. Fonte: Bahia.Ba

Foto: Vagner Souza/BNews

Presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador, ACM Neto, disse ter expectativa positiva com a viagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a Davos, na Suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial. Essa é a primeira viagem internacional de Bolsonaro desde que assumiu a presidência.  “É a primeira viagem do presidente Jair Bolsonaro, espero que possa ter um bom desempenho e representar bem o Brasil. Sou a favor de uma política externa pragmática, voltada principalmente para intensificar os negócios do Brasil e melhorar a balança comercial brasileira. Portanto, tenho a expectativa que o tom principal e a linha dessa política externa do governo brasileiro sejam a de expandir as fronteiras econômicas do país”, afirmou, em entrevista à imprensa na manhã desta segunda-feira (21), durante o lançamento de um projeto para levar wi-fi gratuito a locais públicos da cidade. Fonte: Bocão News

Foto: Cláudia Cardozo/ Bahia Notícias

Com o fim do Ministério do Trabalho, ainda é incerto como será o funcionamento da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT-BA). De acordo com o diretor do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) Wellington Maciel Paulo, a preocupação, sobretudo, é com o rumo das fiscalizações no estado. As declarações foram dadas ao Bahia Notícias, durante um ato realizado em prol da Justiça do Trabalho, ocorrido na manhã desta segunda-feira (21), no Fórum do Comércio, em Salvador.

“A grande preocupação da auditoria do trabalho é com as ações de combate ao trabalho escravo e um possível retrocesso. O Brasil avançou muito nos últimos anos neste ponto e foi considerado referencia no combate ao trabalho escravo. Temos a questão do trabalho infantil também. Com as ações de fiscalização, conseguimos um número significativo de redução de crianças e adolescentes em situação de trabalho. Também sobre a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, além da fiscalização do patrimônio do trabalhador, como pagamento do FGTS. Somente em 2018, a auditoria fiscal conseguiu recuperar R$ 5,2 bilhões do recurso do FGTS graças a fiscalização intensa”, afirmou o representante dos auditores fiscais do Trabalho.

Foto: Reprodução / Band

O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou em duas entrevistas exibidas na noite do último domingo (20), à Rede Record e à RedeTV!, que o pagamento de R$ 1 milhão de um título bancário da Caixa Econômica é referente a um apartamento que ele comprou na planta. No sábado (19), o Jornal Nacional mostrou que, em relatório sobre movimentações atípicas de Flávio Bolsonaro, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) destacou o pagamento no valor de R$ 1.016.839 de um título bancário da Caixa. O Coaf não identificou o favorecido, nem a data, e nenhum outro detalhe. Nas entrevistas deste domingo, Flávio Bolsonaro disse que a Caixa quitou a dívida dele com a construtora e que ele passou, então, a dever à Caixa. Disse ainda que vendeu o mesmo imóvel logo depois e que recebeu parte do valor em dinheiro vivo.

Entrevistas
Organizadores do “Bloco As Muriquetes” falam sobre a expectativa deste evento que vem animando os muritibanos a cada ano
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.