Política - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Terça , 16 de Outubro de 2018
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Política
Foto: Reprodução

Cerca de um terço da arrecadação do candidato à presidência Jair Bolsonaro é destinado a doações para outras campanhas, a maior parte, para os seus dois filhos, Flávio Bolsonaro (PSL), concorrente ao Senado pelo Rio de Janeiro, e Eduardo Bolsonaro (PSL), que tenta a reeleição como deputado federal por São Paulo. Bolsonaro arrecadou, até o momento, R$ 998 mil em doações, de acordo com informações do UOL. Destes, R$ 345 mil foram doados a campanhas de terceiros, sendo R$ 300 mil para os dois filhos. Os outros R$ 45 mil foram destinados ao "afilhado" político, Hélio Fernando Barbosa Lopes, que se lançou com a alcunha "Hélio Bolsonaro". O valor é maior do que os R$ 240 mil gastos com a produtora Mosqueteiro Filmes. O candidato que lidera as intenções de voto até o momento também recebeu aproximadamente R$ 117 mil em doações em nome de pessoa física (como empresários, apoiadores e o irmão, Renato Bolsonaro) e não faz uso do fundo eleitoral do PSL. Fonte:Noticias ao Minuto

Fotos: Diário da Notícia

Durante pronunciamento na sessão da Câmara Municipal de Muritiba, nesta terça-feira, 25/09, a vereadora Mãe Mara informou que está sofrendo perseguição porque ela tem apoiado deputados que não são os do prefeito.Vários vereadores apoiando deputados diferentes e só eu estou sendo perseguida," assim iniciou a vereadora seu pronunciamento. "Meia dúzia de puxa sacos ficam fazendo picuinhas por causa de um salário miséria. Se perseguir ou fizer uma injustiça com um dos meus por causa de mim, eu anuncio o meu desligamento do grupo do prefeito Danilo de Babão. Meu compromisso com ele e o pai dele foram os votos casados que conquistei na minha eleição. Foram 642 votos que dei na eleição, meu compromisso com ele eu cumpro eu sou grupo," disse a vereadora em um discurso inflamado.Fonte: Diário da Notícia 

Foto: Divulgação/Democratas

Embora mantenham publicamente a confiança de que o tucano Geraldo Alckmin ainda pode alcançar o segundo turno do pleito presidencial, os integrantes do centrão, em sua maioria, tem discutido quem apoiar em uma provável disputa entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).Mesmo sem ter deliberado sobre o assunto – o que deve ser feito posteriormente pela executiva do partido – o Democratas é uma das legendas cujo apoio ao capitão reformado do Exército já é dado como certo, caso se confirme o cenário previsto de segundo turno contra o PT.Presidente do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, tem adotado até então o discurso de que Bolsonaro é o adversário dos sonhos do Partido dos Trabalhadores na disputa pelo Palácio do Planalto.O democrata sabe, entretanto, que seria inviável politicamente para a sigla não apoiar o candidato do PSL no embate com os petistas, tanto na Bahia quanto na maior parte dos outros estados.Fonte:Aratu Online

 

Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

A segunda ex-mulher do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), Ana Cristina Valle, afirmou em 2011 ao Itamaraty que foi ameaçada de morte por ele e que isso a levou a deixar o País para viajar para a Noruega.O relato consta em um telegrama reservado arquivado no órgão, divulgado pela Folha nesta terça-feira (25). Na época, Bolsonaro e Ana Cristina travavam uma disputa judicial no Rio de Janeiro sobre a guarda do filho do casal, à época com cerca de 12 anos.“A senhora Ana Cristina Siqueira Valle disse ter deixado o Brasil há dois anos [em 2009] ‘por ter sido ameaçada de morte’ pelo pai do menor [Bolsonaro]. Aduziu ela que tal acusação poderia motivar pedido de asilo político neste país [Noruega]”, informa o telegrama.Atualmente Ana Cristina usa o sobrenome “Bolsonaro” e é candidata a deputada federal pelo Podemos. Ela apoia a candidatura do ex-marido ao Planalto e considerou “superado” o episódio na Noruega, ainda que admita ter sido pressionada por ele à época.Duas fontes ouvidas pela reportagem e o então embaixador, Carlos Henrique Cardim, que assina os textos, confirmam a íntegra dos documentos.Conforme reportagem da Folha, Bolsonaro mobilizou o Itamaraty, em 2011, como deputado federal, para que o órgão intercedesse depois que Ana Cristina viajou para a Noruega com o filho do casal. Em 2011, o órgão localizou e manteve contato com Ana Cristina a pedido de Bolsonaro.A afirmação dela sobre a suposta ameaça de morte consta em um telegrama de julho de 2011 enviado a Brasília pela Embaixada Brasileira em Oslo e escrito pelo embaixador Cardim, a partir de informações prestadas pelo vice-cônsul na Noruega.Fonte:bahia.ba

Foto: Vaner Casaes / Divulgação

Em viés de alta nas últimas pesquisas eleitorais, o candidato ao Senado Ângelo Coronel (PSD) afirmou que o resultado favorável nas sondagens é resultado de trabalho, mas não deve ser comemorado.“Pesquisa é como treino: o que importa mesmo é o jogo. E ele será jogado no dia 7 de outubro, com os votos dos eleitores nas urnas. Pesquisa é retrato do momento, mostrando nosso crescimento, nossa aceitação perante os baianos”, declarou o presidente da Assembleia Legislativa, que passou nesta terça-feira (23) por Maracás, Lajedo do Tabocal, Itiruçu, Jaguaquara e Itaquara.Fonte: bahia.ba

Foto: Reprodução/ Infonet

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso liberou nesta segunda-feira (24) para julgamento o pedido liminar feito pelo PSB para evitar o cancelamento dos títulos de eleitores que não realizaram o cadastramento por biometria em todo o país. O caso pode ser julgado na quarta-feira (26) pelo plenário da Corte, mas ainda não foi confirmado na pauta de julgamentos. Na ação, a legenda sustenta que as resoluções do TSE que disciplinaram o cancelamento do título como penalidade ao eleitor que não realizou o cadastro biométrico obrigatório dentro do prazo são inconstitucionais, porque resultaram no indevido cerceamento do direito de votar. Na avaliação do partido, “tudo indica que a maioria dos eleitores privados do direito ao voto é de cidadãos humildes” e que não tiveram acesso à informação para cumprir a formalidade. No processo, a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou contra a ação por entender que para ter direito ao voto, preceito fundamental previsto na Constituição, o alistamento dos eleitores deve ser obrigatório. “O sufrágio universal depende tanto do voto universal quanto do alistamento eleitoral hígido. Não se pode relativizar um a propósito de permitir o outro sem lesar o sufrágio universal, a democracia e a Constituição”, argumentou a PGR. Fonte: Bahia.Ba

Fotos: Bahia Notícias | Montagem BN

Com um crescimento de 10% para 18% das intenções de voto ao Senado, o candidato Ângelo Coronel (PSD) empatou com Irmão Lázaro (PSC) na pesquisa Real Big Data. O pastor também registrou crescimento de 15% para 18% no levantamento contratado pela Record Bahia e divulgada na manhã desta terça-feira (25). A pesquisa ouviu 1.200 pessoas de 18 a 24 de setembro e o resultado mostrou o ex-governador Jaques Wagner (PT) ainda isolado na liderança com 45% das intenções de votos. Já o deputado federal Jutahy Magalhães (PSDB) aparece em quarto lugar com 11% da preferência dos eleitores, com uma oscilação positiva de 1% em relação a última pesquisa, divulgada em agosto. Com margem de erro de até 3% pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa tem grau de confiança de 95%. Ela está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BA-00250/2018. Fonte: Bahia Notícias

Arquivo/Agência Brasil

 O ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda foi condenado a 7 anos, 6 meses e 29 dias de reclusão em regime inicial fechado e pagamento de multa por decisão da 7ª Vara Criminal de Brasília. Arruda foi condenado pelos crimes de falsidade ideológica e corrupção de testemunha pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Também foram condenados Geraldo Naves Filho, Antônio Bento da Silva e Rodrigo Diniz Arantes. O primeiro por corrupção de testemunha e os outros dois pelo mesmo crime e falsidade ideológica. Essa é a segunda condenação de José Roberto Arruda em ações criminais decorrentes da operação Caixa de Pandora. Ele já tinha sido condenado a 3 anos, 10 meses e 20 dias pela prática do crime de falsidade ideológica. O ex-governador responde a outras onze ações criminais que tramitam perante a 7ª Vara Criminal de Brasília em razão do esquema criminoso em questão. Também em decorrência da Operação Caixa de Pandora, José Roberto Arruda foi condenado em duas ações pela prática de atos de improbidade administrativa. Uma delas já confirmada em segunda instância pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), o que tornou o ex-governador inelegível, nos termos da Lei da Ficha Limpa. O caso: O caso se refere à oferta de vantagem financeira e contratual ao jornalista Edmilson Edson dos Santos para que fizesse afirmação falsa em depoimento à Polícia Federal no Inquérito 650/DF, que tramitava no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Sob liderança do ex-governador José Roberto Arruda, os réus pretendiam que a testemunha dissesse que os fatos apurados na Operação Caixa de Pandora haviam sido inventados pelo colaborador processual Durval Barbosa para prejudicar Arruda. Também se apurou que, novamente sob o comando do ex-governador, os réus inseriram declaração falsa em carta que entregaram à testemunha Edmilson Edson dos Santos, com a finalidade de que ela a assinasse e entregasse à Polícia Federal. A declaração falsa, que tinha por objetivo alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante, consistia na afirmação de que o colaborador Durval Barbosa teria manipulado e forjado os vídeos gravados por ele em que aparecem políticos, empresários e servidores públicos de Brasília, com o propósito de incriminar o então governador do DF e outras pessoas. Defesa: Por meio de nota, o advogado João Francisco Neto afirmou que Arruda foi vítima de uma "armação comprovada no processo". Conforme a defesa do ex-governador, "não há justificativa fática ou jurídica para esta condenação, que é provisória, assinada por um juiz de primeira instância, e será revisada por três desembargadores mais experientes. Na nota, a defesa reitera que "confia na sua absolvição em grau de recurso, como já ocorreu em outras vezes.” Fonte: Bocão News

Foto : Reprodução / Globo News

Economista responsável pela campanha de Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes rasgou elogios aos ex-governador da Bahia e candidato ao Senado, Jaques Wagner. De acordo com a Folha, o petista é "o mais inteligente de todos". Guedes elogiou o petista quando falava do jantar que teve com Dilma Rousseff, em 2015 —Wagner estava à mesa. Ele disse que sugeriu a ela que adotasse o plano econômico então defendido por Michel Temer. Ela teria cravado a faca na mesa e soltado um palavrão. Dilma já disse que ele é “um mentiroso”. Fonte: Metro 1

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Embora negue receber doação de empresas, prática que já é vedada pela Justiça Eleitoral desde 2016, o candidato à presidência pelo PSL Jair Bolsonaro recebeu R$ 40 mil de sócios da rede de restaurantes Coco Bambu, conforme a revista Crusoé. Os empresários Eugênio Veras Vieira e Afrânio Barreira Filho doaram, cada um, R$ 20 mil à campanha do presidenciável. Até esta segunda-feira (24), a campanha de Bolsonaro havia arrecadado R$943.095,20. Foram R$334.750,24 oriundos da direção nacional do PSL e R$541.982,00 de financiamento coletivo. A quantia declarada pela “vaquinha” até então é menor do que a descrita no site para arrecadação: R$ 1.717.713. No mesmo site, consta que Bolsonaro votou contra a criação do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, criado no ano passado, e que ele abriu mão da verba pública: cerca de R$ 3 milhões. “Sem recursos do fundo eleitoral e sem financiamento das empresas, a campanha de Jair Bolsonaro conta, apenas, com a contribuição voluntária de seus apoiadores, que acreditam no Brasil e sabem que o país precisa mudar de verdade. Se você quer fazer parte dessa mudança, contribua. Doe apenas o que puder, sem comprometer o seu orçamento. Nós somos muitos e, com um pouco de cada, teremos o suficiente”, diz o texto disponível no domínio. Fonte: Bahia.Ba

Entrevistas
Organizadores do “Bloco As Muriquetes” falam sobre a expectativa deste evento que vem animando os muritibanos a cada ano
Mídia TV
VT - Moderna Gestão e Assessoria
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.