Cotidiano - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Terça , 24 de Novembro de 2020
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Cotidiano
Foto: Reprodução

Você tem medo de atender chamadas no celular quando está caminhando na rua ou dentro do transporte público? Saiba que essa insegurança afeta 90% dos nordestinos. Ou seja, nove em cada 10 pessoas da região que possuem smartphone evitam pegar o aparelho quando estão fora de casa.

O risco é real e a sensação de vulnerabilidade, infelizmente, não é paranoia. Entre os nordestinos, 54% já tiveram um celular roubado ou furtado. Os aparelhos móveis fazem parte de uma lista de produtos mais fáceis de ser subtraídos e com maior valor para comercialização.

Dentre os nordestinos, 42% evitam atender a uma chamada no celular em qualquer local e 48% tomam o cuidado “a depender da rua”. Somente 10% declaram que sempre atendem ao celular, independentemente do local.

Os números fazem parte do estudo “Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil – Julho de 2019”. O levantamento traz um raio X completo a partir de questionários online enviados a 590 nordestinos e, no total, 2.532 brasileiros. O Nordeste é a segunda região onde mais foram registrados roubos ou furtos de smartphone, ficando atrás apenas do Norte, com 65% dos usuários lesados ao menos uma vez.

A faixa etária aponta o grupo entre 16 e 29 anos como principal vítima de roubo ou furto de smartphones (52%), seguido de perto pela faixa entre 30 e 39 anos (44%). A população mais vivida aparece por último (34%).

E o que fazer quando o ladrão leva embora o aparelho que guarda nossas vidas?

O bloqueio do celular pode ser feito junto às operadoras em todo o Brasil e, na Bahia, a Polícia Civil (PC) também está habilitada para isso. De acordo com a PC, é importante distinguir os bloqueios de aparelhos em dois tipos: desvinculados e vinculados.

São definidos como desvinculados os aparelhos em que não havia uma linha telefônica sendo usada, como, por exemplo, aqueles que são levados de lojas comerciais ou durante transporte de cargas. Nesses casos, o bloqueio só será possível se a vítima apresentar número válido de IMEI para identificação do aparelho.

Já os vinculados são os aparelhos em que havia uma linha telefônica em uso. Nesse caso, o comunicante não precisa saber o número do IMEI do aparelho subtraído, bastando informar a linha telefônica usada no celular antes do furto ou roubo.

Assim sendo, para a realização do bloqueio, o solicitante deve preencher um formulário padrão; comprovar o endereço; e juntar cópia de RG e CPF. Demais informações podem ser encontradas no site da Polícia Civil.

Na pesquisa, o momento posterior ao crime também foi abordado: 52% dos entrevistados não fizeram boletim de ocorrência. A maioria bloqueou tanto o aparelho quanto o chip (55%), enquanto parcelas menores optaram por desativar só o chip de telefonia (21%) ou apenas o aparelho (6%). Além disso, 18% dos usuários simplesmente deixaram o assunto de lado e não tomaram nenhuma atitude.

O que é IMEI?

Cada celular tem um número de identificação único e global, chamado de IMEI (International Mobile Equipment Identity). Fazendo uma analogia, o IMEI equivale ao número de chassis de um carro, ou seja, é único para cada aparelho celular.

A identificação é formada por quatro grupos de números: 000000-00-000000-0.

Para achar o número do celular, o consumidor pode:

1) procurar na caixa do celular;

2) procurar em um adesivo que fica por trás da bateria; ou

3) digitar *#06# no celular e apertar a tecla para ligar.

É importante que, antes de comprar um aparelho celular, o consumidor verifique se o número que aparece na caixa, o número do adesivo e o número que aparece ao discar *#06# são os mesmos. Caso os números apresentados sejam diferentes, há uma grande chance de o aparelho ser irregular, alerta a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: Ilustrativa

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nessa sexta-feira (26), que a bandeira tarifária para o mês de agosto será a vermelha, no patamar 1, onde há uma cobrança extra de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a cobrança foi da bandeira tarifária amarela, quando há um acréscimo de para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a agência, a medida foi tomada pela possibilidade de aumento no acionamento das usinas termelétricas, que têm custo de geração de energia mais alto. Também pesou na decisão, a diminuição do volume de chuvas, com a chegada da estação seca.

"Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios", disse a Aneel.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos.

A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

 

Fonte: BNews

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde anunciou, por meio do Diário Oficial da União desta quinta-feira (25), que vai incorporar a abiraterona ao Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento auxilia no tratamento do câncer de próstata metastático, e vai servir para os pacientes em que a doença é resistente à castração, de acordo com a Assistência Oncológica no SUS.

A castração no tratamento do câncer de próstata hormonal foi criada para substituir a castração cirúrgica. Nela, é utilizado o uso de agonistas do hormônio liberador de hormônio luteinizante (LH-RH), e os paciente são submetidos a uma terapia de privação androgênica. O medicamento serve para ser utilizado caso essa terapia falhe.

O medicamento foi testado em três estudos, e, em comparação com o tratamento convencional, o número de óbitos e de casos de progressão da doença diminuiu consideravelmente.

Dos pacientes tratados com o acetato de abiraterona, cerca de 10% apresentaram algumas reações adversas, como edema periférico, hipopotassemia, infecção do trato urinário e hipertensão.

O câncer de próstata, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Em 2018, o número de casos, segundo o instituto, foi de aproximadamente 68 mil. Em 2017, o número de mortes, de acordo com dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), foi de 15.391.

De acordo com a portaria publicada pelo Diário, o prazo máximo para efetivar a oferta do medicamento ao SUS é de 180 dias a partir desta quinta-feira (25).

 

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Reprodução

A Justiça Federal determinou, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que o município de Itaberaba implante o ponto eletrônico biométrico para controlar a frequência dos servidores da área de saúde. Além disso, foi determinado que o município responsabilize os servidores que não cumprirem a jornada de trabalho devida.

O MPF já havia mandado, em 2015, recomendação para que o município adotasse tais medidas.Porém, após o fim do prazo previsto na recomendação, não houve resposta e nenhuma medida foi implantada, o que levou o MPF a acionar judicialmente o município.

De acordo com uma ação ajuizada em 2017 pelo órgão, o objetivo é garantir ao cidadão o direito de conhecer os horários de atendimento dos profissionais de saúde vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os habitantes de Itaberaba não estariam satisfeitos com os serviços ofertados pelo SUS. As principais queixas são referentes ao longo tempo de espera para agendamento de consultas, à curta duração das consultas e à ausência de médicos nas emergências.

A decisão da Jusitça determinou uma série de obrigações ao município, como a instalação, em local visível das salas de recepção de todas as unidades públicas de saúde de quadros que informem ao usuário, de forma clara e objetiva, os nomes de todos os médicos e odontólogos em exercício na unidade naquele dia, a respectiva especialidade e o horário de início e de término da jornada de trabalho de cada um deles.

 

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Ilustrativa

O número de mortes por suicídio gira em torno de 1 milhão ao ano, o que representa cerca de 1% das mortes em todo o mundo. Essa alarmante realidade aponta para o fato de que é necessária uma abordagem mais séria e ampla sobre o assunto.

O suicídio da influenciadora digital e youtuber Alinne Araújo, de 24 anos, na semana passada, após seu ex-noivo romper o relacionamento por WhatsApp um dia antes do casamento. Depois de desabafar nas redes sociais, Alinne decidiu manter a festa – que já estava paga – casando “com ela mesma”. Esse foi o estopim para muitos comentários de apoio, mas também para uma série de críticas que foram postadas em suas redes sociais.

O fato causou comoção e levou a um questionamento: até que ponto a exposição nas redes sociais pode contribuir para agravar transtornos mentais já instalados?

“As redes sociais se tornaram uma espécie de diário, onde a exposição é muito grande e para um número enorme de pessoas, que se sentem no direito de opinar. Quando existe a tendência de se alimentar da opinião do outro e se é muito influenciado por ela, por questões de personalidade, isso pode gerar angústia, ansiedade e agravar transtornos já existentes”, explica a psiquiatra da Holiste Livia Castelo Branco.

A especialista destaca que já existem estudos que apontam que as pessoas que produzem conteúdos para as redes sociais e internet estão mais vulneráveis a quadros depressivos e ansiosos, em função do excesso de exposição à resposta dos outros e à forma como a pessoa lida com isso. "Para prevenir problemas assim, é importante ter moderação no uso dessas ferramentas. Além disso, variações de humor e excessos pode significar que a pessoa precisa de ajuda especializada. Os familiares e amigos também podem ajudar nesse momento, pois muitas vezes a pessoa pode não perceber que está com problemas”, alerta Livia.

A psiquiatra da Holiste, Fabiana Nery, alerta para o risco de se avaliar um suicídio como algo ideológico ou como uma escolha. Fabiana destaca que 80% das pessoas que se matam costumam dar algum aviso, normalmente despercebido pelas pessoas próximas por não se tratar de algo direto, mas sim de discursos como “não tenho mais vontade de fazer nada”, “se eu tivesse uma doença e morresse seria melhor”, entre outros. Além disso, comportamentos como a desistência de planos e sonhos, isolamento e falta de esperança são sinais de alerta.

 

ATCom

Foto: Reprodução/Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje (24), que a liberação dos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será limitado a R$ 500 neste ano. O anúncio oficial será esta tarde, em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o ministro adiantou que o período de saque autorizado será de agosto deste ano a março do ano que vem. “Será uma coisa opcional. O trabalhador tem toda a liberdade de usar esse recurso ou não”.

Segundo Onyx, a partir do ano que vem será permitido sacar um percentual sobre o valor na conta, que deverá ser maior para quem tem menos dinheiro na conta do FGTS. Esse percentual será detalhado no evento de hoje à tarde.

O ministro reiterou que a medida vai injetar na economia mais de R$ 30 bilhões este ano e mais R$ 10 bilhões no ano que vem.

 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Divulgação

O Projeto "Selo 5 Estrelas" que coloca selos adesivos nas casas sem focos do mosquito da Dengue continua a todo vapor na buscar de sensibilizar, mobilizar e incentivar a população municipal no Combate a Dengue.

Desde que foi implantado o projeto está conseguindo obter resultados satisfatórios junto à população, além das visitas rotineiras dos Agentes de Endemias, também são realizadas reuniões noturnas com moradores locais para reforçar ainda mais informações, dicas e tirar dúvidas para evitar a proliferação da Dengue.

 

ASCOM

Foto: Reprodução/Pixabay

O índice de pessoas que afirmou conhecer alguém que tenha feito um aborto foi de 35,5%. Outros 2,8% não responderam a pergunta. No levantamento os entrevistados ainda foram questionados sobre a legalização do aborto em qualquer situação. Aqueles que afirmaram ser contra somaram 75,4%, enquanto os que se manifestaram favoráveis à legalização foram 18,8%. 5,8% não responderam ao questionamento. O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.071 pessoas através de entrevistas telefônicas para o levantamento. A amostra representativa do Brasil atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais. Fonte: Bahia Notícias

Foto: Reprodução

Após dias sem avanço na recuperação, na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Roberto Santos, em Salvador, Agnaldo Timóteo apresentou melhora nas últimas 24h. De acordo com o boletim médico divulgado nesta quarta-feira (5), o artista tem reagido bem ao quadro de infecção, e já está sem febre. Ainda segundo o comunicado, ele, que antes sofria de confusão mental, tem “melhora progressiva da desorientação” e está “interagindo melhor e com mais lucidez”. Agnaldo Timóteo segue internado, sem previsão de alta, mas os médicos estudam a possibilidade da transferência do artista para outro estado. “Está sendo avaliado o risco x benefício de um transporte aéreo interestadual Bahia-São Paulo ou Bahia-Rio de Janeiro. Familiares estão avaliando a melhor estratégia e o melhor momento para isso”, diz o boletim. Bahia Notícias

Foto: Patrícia Nobre / TV Bahia

Manifestantes celebraram nesta quarta-feira (1°) em Salvador o Dia do trabalho. Segundo o G1, o ato começou por volta das 14h40. Uma caminhada iniciada no Corredor da Vitória seguiu até o Farol da Barra. Um trio elétrico animava os participantes. Entre as manifestações, críticas à reforma da previdência e o governo Bolsonaro e liberdade ao ex-presidente Lula. Não houve estimativa de público.  Acompanharam o protesto 101 policiais militares, entre agentes da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), da unidade da área do Batalhão de Choque, Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), Batalhão de Policiamento Turístico (BEPTUR), Esquadrão de Polícia Montada, Esquadrão de Motociclistas Águia e Operação Gêmeos. Fonte: Bahia Notícias

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Loteamento Paraguassu Residence - Cabaceiras do Paraguaçu
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Áudio que circula nas redes sociais diz que a Barragem Pedra do Cavalo não está segura; Votorantim Energia desmente.
Um áudio que vem circulando nas redes sociais vem preocupando os moradores da região. Segundo uma mulher, que não teve a identidade revelada, a UHE Pedra do Cavalo está toda estralada.