Cotidiano - Mídia Recôncavo
Recôncavo, Sábado , 24 de Agosto de 2019
Enquete
Entre Aspas
Seja amor,seja muito amor. E se mesmo assim for difícil ser, Não precisa ser perfeito, Se não der pra ser amor, Que seja ao menos respeito. #CultiveORespeito
  Disse Desconhecido  
Cotidiano
Foto: Divulgação

Encerrou nesta quinta-feira (22) a capacitação promovida pelo Incra na Bahia para servidores de dez municípios baianos para utilização do portal da Sala da Cidadania. Trata-se de um sistema criado para atendimento de demandas e informações relacionadas aos serviços disponibilizados pela autarquia. O curso, que teve início na segunda-feira (19), aconteceu na sede da regional, na capital Salvador.

Serão oito novos municípios a receberem o sistema: Campo Formoso, Gandu, Nova Redenção, Pilão Arcado, Cipó, Belo Campo, Brejões e Sapeaçu. As cidades de Taperoá e Aurelino Leal, que também tiveram servidores capacitados, já trabalham com a Sala da Cidadania.

Segundo o perito federal agrário do Incra/BA, Alex Ribeiro, responsável pela capacitação, o treinamento trouxe uma novidade. “Agora, além de todos os serviços que as prefeituras realizavam por meio do portal, eles poderão anexar os documentos diretamente no sistema. Anteriormente, esses documentos eram enviados pelos correios, causando muita demora em completar o serviço prestado”, informa o servidor.

Serviços

Um dos serviços prestados pelas Salas da Cidadania é a emissão do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural (CCIR), que é um documento gratuito. Também podem ser atualizados os dados de imóveis rurais por meio da Declaração para Cadastro Rural (DCR), para imóveis com até 15 módulos fiscais.

Já o beneficiário da reforma agrária pode atualizar os dados cadastrais no Sistema de Informações de Projetos de Reforma Agrária (Sipra) e obter o espelho e a certidão de beneficiário do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA).

Os serviços podem ser acessados via web e em pontos físicos, ou seja, nas próprias Salas da Cidadania situadas nos municípios; na sede da regional baiana, em Salvador; e nas unidades avançadas.

 

 

ASCOM

Foto: Reprodução

Começou hoje (22) a vacinação contra o sarampo em todo país. Segundo o Ministério da Sáude, crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas, a fim de intensificar a vacinação desse públivo-alvo sujeito a casos graves e óbitos, em razão ao aumento de casos da doença.

De acordo com a Agência Brasil, a vacinação é preventiva e será enviado 1,6 milhão de doses para o estado, mas deve alcançar 1,4 milhão de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de dose zero, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses.

Foram registrados nos últimos 90 dias, entre 19 de maio a 10 de agosto deste ano, 1.680 casos confirmados de sarampo, em 11 estados: São Paulo (1.662), Rio de Janeiro (6), Pernambuco (4), Bahia (1), Paraná (1), Goiás (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1) e Piauí (1). O coeficiente de incidência da doença foi de 0,80 por 100.000 habitantes.

Foto: Reprodução

O crescimento da concentração de renda no Brasil já dura mais de quatro anos, de acordo com levantamento do  economista da FGV Social Marcelo Neri, divulgado pelo jornal O Globo hoje (16).

O período é o mais longo da história de aumento da desigualdade no país.

O número de pobres chegou a 23,3 milhões em 2017, conforme o estudo. São consideradas pobres as pessoas que vivem com menos de R$ 233 por mês.

O levantamento ainda aponta que o desemprego elevado, que atinge 12 milhões de pessoas, é o principal motivo para a alta da desigualdade.

A dificuldade de encontrar vaga prejudica diretamente os mais jovens. A renda do trabalho dos brasileiros com idade entre 20 e 24 anos diminuiu 17% entre o quarto trimestre de 2014 e o segundo trimestre de 2019, indica o estudo.

 

Fonte: Metro1

Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia (CRF/BA) está com inscrições abertas, desde quarta-feira (14), para um concurso público que oferece 73 vagas nas cidades baianas de Salvador, Irecê, Itabuna, Barreiras, Teixeira de Freitas e Paulo Afonso.

As vagas são para os cargos de jornalista, Analista de documentação, farmacêutico fiscal e assistente técnico administrativo. Os interessados podem se inscrever até o dia 23 de setembro pelo site do Instituto Quadrix, empresa organizadora do certame.

Os salários variam entre R$ 1.775,62 a R$ 5.218,59, mais benefícios, para atuação em jornadas de 30 a 40 horas por semana.

A taxa de inscrição custa R$ 50, para nível médio, e R$ 60, para nível superior. A prova objetiva está programada para o dia 27 de outubro deste ano, em locais que ainda serão informados para os candidatos. Também haverá avaliação de títulos somente para os cargos de nível superior.

O concurso público tem validade pelo prazo de dois anos, a partir da homologação do resultado final, sendo admitida a prorrogação, uma vez, por mais dois anos.

SERVIÇO

Inscrições: De 14 de agosto até 23 de setembro

Provas: 27 de outubro

Taxa de inscrição: $ 50 (nível médio) e R$ 60 (nível superior)

Salários: Entre R$ 1.775,62 a R$ 5.218,59

 

Fonte: G1

Foto: Reprodução

Um quarto dos desempregados do Brasil, ou 26,2%, o equivalente a 3,347 milhões de pessoas, estão em busca de emprego há pelo menos dois anos, divulgou nesta quinta-feira (15) a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (PNAD Contínua) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O registro é o maior para um trimestre desde 2012. Para efeito de comparação, em um ano, 196 mil novas pessoas estão em busca de trabalho há dois anos ou mais. Em 2015, esse total era de 1,435 milhões de pessoas.

De acordo com o IBGE, 10 estados tiveram recuo no registro, sendo que as maiores taxas foram observadas na Bahia (17,3%), Amapá (16,9%) e Pernambuco (16%). Os estados com os menores números foram Santa Catarina (6%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

A maior parte, 45,6%, dos desocupados estavam de um mês a menos de um ano em busca de trabalho; 14,2%, de um ano a menos de dois anos e 14,0%, há menos de um mês. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Foto: Reprodução

O WhatsApp começou a banir utilizadores com iPhones desbloqueados que alterem o funcionamento padrão do aplicativo de mensagens, revelou o site 'Olhar Digital'.

Em uma publicação no Twitter (abaixo) é divulgada a mensagem que está supostamente aparecendo pelos utilizadores sobre as suspensão das contas. Vale lembrar que os utilizadores de iPhones desbloqueados por si só não são o alvo desta iniciativa da empresa, pelo que só serão banidos aqueles que tenham feito alterações ao aplicativo.

Esta não é a primeira vez que o WhatsApp inicia uma ‘guerra’ contra os utilizadores de versões alteradas do app de mensagens, pelo que já no passado baniu os que utilizem apps não-oficiais como o WhatsApp BG e o WhatsApp Plus.

 

Fonte: Notícias ao Minuto

Foto: Reprodução

Você tem medo de atender chamadas no celular quando está caminhando na rua ou dentro do transporte público? Saiba que essa insegurança afeta 90% dos nordestinos. Ou seja, nove em cada 10 pessoas da região que possuem smartphone evitam pegar o aparelho quando estão fora de casa.

O risco é real e a sensação de vulnerabilidade, infelizmente, não é paranoia. Entre os nordestinos, 54% já tiveram um celular roubado ou furtado. Os aparelhos móveis fazem parte de uma lista de produtos mais fáceis de ser subtraídos e com maior valor para comercialização.

Dentre os nordestinos, 42% evitam atender a uma chamada no celular em qualquer local e 48% tomam o cuidado “a depender da rua”. Somente 10% declaram que sempre atendem ao celular, independentemente do local.

Os números fazem parte do estudo “Panorama Mobile Time/Opinion Box – Roubo de Celulares no Brasil – Julho de 2019”. O levantamento traz um raio X completo a partir de questionários online enviados a 590 nordestinos e, no total, 2.532 brasileiros. O Nordeste é a segunda região onde mais foram registrados roubos ou furtos de smartphone, ficando atrás apenas do Norte, com 65% dos usuários lesados ao menos uma vez.

A faixa etária aponta o grupo entre 16 e 29 anos como principal vítima de roubo ou furto de smartphones (52%), seguido de perto pela faixa entre 30 e 39 anos (44%). A população mais vivida aparece por último (34%).

E o que fazer quando o ladrão leva embora o aparelho que guarda nossas vidas?

O bloqueio do celular pode ser feito junto às operadoras em todo o Brasil e, na Bahia, a Polícia Civil (PC) também está habilitada para isso. De acordo com a PC, é importante distinguir os bloqueios de aparelhos em dois tipos: desvinculados e vinculados.

São definidos como desvinculados os aparelhos em que não havia uma linha telefônica sendo usada, como, por exemplo, aqueles que são levados de lojas comerciais ou durante transporte de cargas. Nesses casos, o bloqueio só será possível se a vítima apresentar número válido de IMEI para identificação do aparelho.

Já os vinculados são os aparelhos em que havia uma linha telefônica em uso. Nesse caso, o comunicante não precisa saber o número do IMEI do aparelho subtraído, bastando informar a linha telefônica usada no celular antes do furto ou roubo.

Assim sendo, para a realização do bloqueio, o solicitante deve preencher um formulário padrão; comprovar o endereço; e juntar cópia de RG e CPF. Demais informações podem ser encontradas no site da Polícia Civil.

Na pesquisa, o momento posterior ao crime também foi abordado: 52% dos entrevistados não fizeram boletim de ocorrência. A maioria bloqueou tanto o aparelho quanto o chip (55%), enquanto parcelas menores optaram por desativar só o chip de telefonia (21%) ou apenas o aparelho (6%). Além disso, 18% dos usuários simplesmente deixaram o assunto de lado e não tomaram nenhuma atitude.

O que é IMEI?

Cada celular tem um número de identificação único e global, chamado de IMEI (International Mobile Equipment Identity). Fazendo uma analogia, o IMEI equivale ao número de chassis de um carro, ou seja, é único para cada aparelho celular.

A identificação é formada por quatro grupos de números: 000000-00-000000-0.

Para achar o número do celular, o consumidor pode:

1) procurar na caixa do celular;

2) procurar em um adesivo que fica por trás da bateria; ou

3) digitar *#06# no celular e apertar a tecla para ligar.

É importante que, antes de comprar um aparelho celular, o consumidor verifique se o número que aparece na caixa, o número do adesivo e o número que aparece ao discar *#06# são os mesmos. Caso os números apresentados sejam diferentes, há uma grande chance de o aparelho ser irregular, alerta a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

 

Fonte: Bahia.ba

Foto: Ilustrativa

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nessa sexta-feira (26), que a bandeira tarifária para o mês de agosto será a vermelha, no patamar 1, onde há uma cobrança extra de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a cobrança foi da bandeira tarifária amarela, quando há um acréscimo de para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a agência, a medida foi tomada pela possibilidade de aumento no acionamento das usinas termelétricas, que têm custo de geração de energia mais alto. Também pesou na decisão, a diminuição do volume de chuvas, com a chegada da estação seca.

"Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios", disse a Aneel.

De acordo com a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

No dia 21 de maio, a Aneel aprovou um reajuste no valor das bandeiras tarifárias. A bandeira amarela passou de R$ 1 para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira vermelha patamar 1 passou de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 kWh e no patamar 2 passou de R$ 5 para R$ 6 por 100 kWh consumidos.

A bandeira verde não tem cobrança extra.

Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

 

Fonte: BNews

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde anunciou, por meio do Diário Oficial da União desta quinta-feira (25), que vai incorporar a abiraterona ao Sistema Único de Saúde (SUS). O medicamento auxilia no tratamento do câncer de próstata metastático, e vai servir para os pacientes em que a doença é resistente à castração, de acordo com a Assistência Oncológica no SUS.

A castração no tratamento do câncer de próstata hormonal foi criada para substituir a castração cirúrgica. Nela, é utilizado o uso de agonistas do hormônio liberador de hormônio luteinizante (LH-RH), e os paciente são submetidos a uma terapia de privação androgênica. O medicamento serve para ser utilizado caso essa terapia falhe.

O medicamento foi testado em três estudos, e, em comparação com o tratamento convencional, o número de óbitos e de casos de progressão da doença diminuiu consideravelmente.

Dos pacientes tratados com o acetato de abiraterona, cerca de 10% apresentaram algumas reações adversas, como edema periférico, hipopotassemia, infecção do trato urinário e hipertensão.

O câncer de próstata, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca) é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Em 2018, o número de casos, segundo o instituto, foi de aproximadamente 68 mil. Em 2017, o número de mortes, de acordo com dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), foi de 15.391.

De acordo com a portaria publicada pelo Diário, o prazo máximo para efetivar a oferta do medicamento ao SUS é de 180 dias a partir desta quinta-feira (25).

 

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Reprodução

A Justiça Federal determinou, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), que o município de Itaberaba implante o ponto eletrônico biométrico para controlar a frequência dos servidores da área de saúde. Além disso, foi determinado que o município responsabilize os servidores que não cumprirem a jornada de trabalho devida.

O MPF já havia mandado, em 2015, recomendação para que o município adotasse tais medidas.Porém, após o fim do prazo previsto na recomendação, não houve resposta e nenhuma medida foi implantada, o que levou o MPF a acionar judicialmente o município.

De acordo com uma ação ajuizada em 2017 pelo órgão, o objetivo é garantir ao cidadão o direito de conhecer os horários de atendimento dos profissionais de saúde vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os habitantes de Itaberaba não estariam satisfeitos com os serviços ofertados pelo SUS. As principais queixas são referentes ao longo tempo de espera para agendamento de consultas, à curta duração das consultas e à ausência de médicos nas emergências.

A decisão da Jusitça determinou uma série de obrigações ao município, como a instalação, em local visível das salas de recepção de todas as unidades públicas de saúde de quadros que informem ao usuário, de forma clara e objetiva, os nomes de todos os médicos e odontólogos em exercício na unidade naquele dia, a respectiva especialidade e o horário de início e de término da jornada de trabalho de cada um deles.

 

Fonte: Bahia Notícias

Entrevistas
Vem aí uma série de entrevistas com personalidades do nosso Recôncavo
Mídia TV
Fúria do mar causa destruição em Arembepe - BA
Mural de Recados
Tarsila escreveu para Joseane
"Vdd eu tbm eu quero saber tbm de todas as notícias desses anos que esta acontecendo muitas coisas ai è bom saber das coisas primeiro..."
Joseane Bonfim escreveu para Anderson Bella
"Ola, tudo bem? Sou Joseane Bonfim e estou fazendo uma pesquisa sobre os blogs da região de SAJ, o Midia Reconcavo se encaixa na categoria de Blog?"
Podcast
Spot - Câmara de Cruz das Almas
Escute o Spot da Câmara de Vereadores de Cruz das Almas.